Tecnologias aplicadas à economia e finanças deram o tom do segundo dia da XVII Convenção de Contabilidade do RS

Nesta quinta-feira, 15 de agosto, a manhã do segundo dia da XVII Convenção de Contabilidade do RS, realizada na Fundaparque, em Bento Gonçalves, iniciou com três painéis simultâneos. No Auditório Avatar, o coordenador da Comissão de Estudos de Tecnologia da Informação do CRCRS, Paulo Roberto da Silva, e o secretário-adjunto do Trabalho do Ministério da Economia, Ricardo de Souza Moreira integraram o painel “Sped e eSocial – Os Desafios das Primeiras Fases e o que é de Fato a Simplificação Proposta pelo Novo Comitê Gestor”. Silva abordou o tema em quatro tópicos: Como ficarão os sistemas da RFB e MTE (nomes, equipes, leiautes); Prazos para implantação (faseamento); Obrigações Acessórias a serem eliminadas e cronograma de desativação; e o tratamento para empresas que já implementaram o atual sistema eSocial. Souza Moreira, por sua vez, falou sobre as adequações exigidas pelo novo modelo, apresentando os desafios que terão de ser enfrentados pelas empresas no seu dia a dia, durante o processo de adequação ao sistema. A mediação foi do presidente do Sescon-RS, Célio Levandovski.

Célio Levandovski, Ricardo de Souza Moreira e Paulo Roberto da Silva

No Auditório Millenium, o painel “Lei Geral de Proteção de Dados e Cyber Security”, contou com as participações do arquiteto de soluções de segurança da informação Gustavo Hoffstetter Camini; o vice-presidente de Gestão do CRCRS, Ricardo Kerkhoff; e os advogados Guilherme Bier Barcellos e Bruna Manhago Serro.

Guilherme Bier Barcelos, Bruna Manhago Serro, Joacir Reolon, Gustavo Camini e Ricardo Kerkhoff

Entendendo que as características do ofício da contabilidade equiparam os profissionais contábeis a agentes controladores e operadores de dados perante a lei, Ricardo Kerkhoff apresentou a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) sob um enfoque prático e voltado para a organização contábil, além de propor métodos, processos e ferramentas que possibilitem a redução de risco. Já Gustavo Camini enfatizou a implicação da LGPD nos controles de segurança da informação das organizações, abordando as boas práticas na área – discussão que, como lembrou Guilherme Bier Barcellos, trouxe à tona o tema da proteção de dados, em âmbito nacional, com a edição da Lei nº 13.709/2018. Bruna Manhago Serro avaliou a interferência da LGPD nos negócios e operações das empresas de modo geral e especificamente na atividade contábil. O painel foi coordenado por Joacir Reolon, presidente do Sescon Serra Gaúcha.

Ricardo Kerkhoff e Guilherme Bier Barcellos

Com mediação da presidente do CRCRS, Ana Tércia L. Rodrigues, o painel “Gestão Pública: Velhos Problemas, Novas Soluções”, realizado no Auditório Matrix, teve a participação dos prefeitos de Bento Gonçalves, Guilherme Rech Pasin; Santa Maria, Jorge Pozzobom; Esteio, Leonardo Duarte Pascoal; Gravataí, Marco Aurélio Soares Alba; e Dois Irmãos, Tânia Terezinha da Silva. Eles contaram um pouco das experiências que alcançaram resultados positivos na gestão de seus municípios.

Marco Alba, de Gravataí; Jorge Pozzobon, Santa Maria; Guilherme Pasin, Bento Gonçalves; Ana Tércia, presidente do CRCRS; Tânia Terezinha da Silva, de Dois Irmãos; e Leonardo Pascoal, de Esteio

Quais são os processos que estão mudando com a chegada dos robôs no mercado contábil? O que ficou obsoleto e perdeu espaço para a inteligência artificial? Como o mercado de contabilidade deve se portar? Estas e outras questões foram respondidas pelos consultores em softwares de auditoria, Anderson Lam e Gustavo Nunes, que ministraram a palestra “Os Robôs que Recriaram o sistema Fiscal e Contábil”, na primeira parte desta manhã, no Auditório Transformers.

Consultores em softwares de auditoria, Gustavo Nunes e Anderson Lam

Simultaneamente às atrações apresentadas na Fundaparque, a sala Vale do Silício, nas dependências da CIC, foi palco da sessão interativa para apresentação de trabalhos científicos de tema livre e sobre inovação e tecnologia da informação, sob a coordenação de Ernani Ott, tendo como debatedora Maria Ivanice Vendruscolo.

Em primeiro plano, a partir da esquerda: os apresentadores João Cleber de Souza Lopes, Maria de Lourdes Furno da Silva e Carla Milena Gonçalves Fernandes, com os professores debatedores Maria Ivanice Vendrusculo e Ernani Ott

Durante os intervalos entre as palestras, a grande atração foi a Feira de Negócios e Oportunidades, que , além de  novidades em produtos e serviços para diferentes áreas da contabilidade, apresentou aos convencionais uma diversidade de artigos da serra gaúcha.

Feira de Negócios e Oportunidades

O vinho, da serra gaúcha, foi um dos produtos muito procurados

Na segunda parte da manhã, a palestra “Transformação Digital: Case de Sucesso de uma Cooperativa de Crédito”, com o líder da Transformação Digital do Sicredi, Tiago Nunes Nicolaidis, contou como funciona o processo de transformação digital de uma empresa com mais de 100 anos – o Sicredi – sem perder sua essência. Nicolaidis também abordou organização, cultura, incentivos e tecnologia, entre outros pontos. A mediação foi do presidente da Federacon-RS, Fernando Spiller.

Tiago Nicolaidis e Fernando Spiller

No painel “Substituição Tributária do ICMS – Perspectiva da Fazenda x Contribuintes sobre a Legalidade, a Oportunidade e os Impactos do Ajuste”, no Auditório Avatar, o subsecretário da Receita Estadual do RS, Ricardo Neves Pereira, falou sobre o compromisso que mobiliza a Receita gaúcha no sentido de dialogar com os representantes dos diferentes setores da economia, buscando encontrar soluções para facilitar o cumprimento das obrigações estabelecidas no plano Receita 2030: Rumo à Receita Digital, lançado em junho último pelo fisco estadual. O vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do CRCRS, Márcio Schuch Silveira, que também participou desse painel, defendeu que as 30 iniciativas propostas pela Receita Estadual para modernizar a administração tributária promovendo a transformação digital do fisco, a melhoria do ambiente de negócios, o desenvolvimento econômico e a otimização das receitas estaduais, demandam a garantia de maior segurança jurídica aos contribuintes, o que está diretamente relacionado ao debate acerca do ajuste da substituição tributária do ICMS. A coordenação do painel ficou a cargo da delegada regional do CRCRS em Santa Maria, Simone Zanon.

Vice-presidente do CRCRS, Márcio Schuch silveira, delegada regional do CRCRS de Santa Maria, Simone Zanon, e o subsecretário da Receita Estadual do RS, Ricardo Neves Pereira

A “Atuação do Profissional Contábil no Mercado global”, foi debatida, no Auditório Millenium, pela especialista em Controlo de Gestão pelo Overgest ISCTE, Ana Cristina Pena Silva e o diretor da Asociación Española de Contabilidad y Administración de Empresas, Jose Luis Lizcano. Juntamente com a presidente da Abracicon, Maria Clara Bugarim, eles abordaram as transformações no ambiente de negócios global e discutiram a integridade da profissão e o profissional contábil como um guardião das informações empresariais.O painel foi mediado pelo conselheiro do CRCRS Marco Aurélio Gomes Barbosa.

Jose Luis Lizscano, Maria clara Bugarim, Ana Cristina Pena Silva, especialista em controle d egestão e Marco Aurélio Barbosa

Auditórios lotados e plateias atentas

Com mediação da ouvidora do CRCRS, Cristiani Fonseca de Souza, a pesquisadora na área de Sistemas de Informação Contábil, Giovana Schiavi, e o CEO da Essent Jus, Guilherme Sturm, integraram o painel “Tecnologia Aplicada a Negócios Contábeis: Otimização de Processos para Resultados Escaláveis”, no Auditório Transformers. Enquanto Schiavi se propôs a discutir o impacto das novas tecnologias nos negócios contábeis, dentro do contexto da chamada “era digital”, Guilherme Sturm trouxe da sua experiência com startups, o questionamento sobre o papel da tecnologia na atividade contábil e defendeu a sua implementação nas atividades de baixo valor agregado para escalar resultados, “o que somente será possível se os profissionais passarem a pensar como empresa, como business”, alerta ele.

Guilherme Sturm, Cristiani de Souza e Giovana Schiavi

Na sala Vale do Silício, da CIC, foram apresentados os trabalhos científicos sobre o tema Auditoria Contábil, sob a coordenação de Vitória Regina Lunardi, tendo como debatedor Clóvis Antônio Kronbauer.

Apresentadores Cristian Schnidger, Mirna Muraro, Thiago Mattei e Luiz Fernando Branco Lemos, com os professores Clóvis Antônio Kronbauer e Vitória Regina Lunardi

Na tarde desse segundo dia da XVII Convenção de Contabilidade, as apresentações iniciaram com o workshop “Transformação Digital: Case de Sucesso de uma Cooperativa de Crédito”, apresentado pelo líder da Transformação Digital do Sicredi, Tiago Nunes Nicolaidis, sob a coordenação da conselheira do CRCRS Ane Dapper. De forma dinâmica, ele tratou das transformações digitais que contribuem para uma experiência mais positiva dos clientes.

Tiago Nicolaidis e Ane Dapper

O ex-governador Germano Rigotto; o diretor da Fenacon, Diogo Ferri Chamun; e o auditor-fiscal da Receita Federal do Brasil, Jonathan José Formiga de Oliveira participaram do painel “Reforma Tributária – Um Passo para uma Tributação mais Justa e Simplificada?”. Rigotto falou sobre as propostas de Reforma Tributária que tramitam no Congresso Nacional, as possibilidades de avanço e o risco de termos uma meia reforma a partir da posição do Governo Federal de enviar proposta unificando apenas os tributos federais. Já Diogo Chamun abordou o cenário tributário brasileiro, ressaltando sua complexidade e suas injustiças, e também aproveitou para defender a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45/2019, da Reforma Tributária, que tramita em estágio avançado no Congresso Nacional, Segundo ele, essa proposta é tratada como a reforma tributária, por propor mudanças estruturais no sistema tributário – como a unificação de impostos e o combate à guerra fiscal. O auditor-fiscal Jonathan Formiga de Oliveira afirmou que uma análise comparativa entre as diversas propostas de reforma tributária em discussão é da maior relevância, uma vez que, qualquer que seja a proposta aprovada, haverá necessidade de reformulação ou ajustes no ambiente de apuração e de escrituração dos tributos, no SPED. A coordenação do painel ficou a cargo da conselheira do CRCRS Magda Wormann.

Ex-governador Germano Rigotto, auditor-fiscal da RFB Jonathan Formiga de Oliveira, diretor da Fenancon Diogo Ferri Chamun e conselheira do CRCRS Magda Wormann

Na palestra “Do Campo para a Vida”, o ex-jogador de futebol Paulo César Tinga falou sobre a importância de se tornar um bom líder, assim como das qualidades que ele deve ter, avaliando todas as possibilidades e tomando as melhores decisões. A mediação foi do vice-presidente de Fiscalização do CRCRS, Paulo Comazzetto.

Paulo César Tinga e Paulo Comazzetto

Em “A Batalha Final: Contabilidade x T.I.”, o coordenador do Comitê Administrador do Programa de Revisão Externa de Qualidade do CFC e presidente do CRCRS de 2006 a 2009, Rogério Rokembach, provocou o público, juntamente com a contadora Alice Rokembach, falando sobre as mudanças no perfil do profissional que são uma rsposta às novas exigências do mercado, resultante do acréscimo da tecnologia ao universo contábil. A mediação ficou a cargo do coordenador da Comissão de Estudos do CRCRS Jovem, Gustavo Caletti.

Rogério Rokembach

Gustavo Caletti e Alice Rokembach

Na apresentação de trabalhos científicos, na sala Vale do Silício, da CIC, o tema foi Contabilidade Aplicada ao Setor Público, sob a coordenação de Aramis Ricardo Costa de Souza, tendo como debatedor, Adriano José Azeredo.

Após a intensa visitação à Feira de Negócios e Oportunidades, durante o intervalo, a programação da tarde seguiu com muito dinamismo.

O painel “Compliance Tributário e Trabalhista – O Benefício do Menor Risco x o Custo de Estar em Conformidade”, no Auditório Avatar, contou com as participações do integrante do Grupo de Empresas Piloto do SPED, Mauro Negruni, e o especialista em Empreendedorismo Tributário e Inovação Fiscal, Edgar Madruga. Negruni abordou uma diversidade de temas, destacando-se a reformulação do eSocial, a revisão das práticas de ICMS-ST e suas relações com o cumprimento das obrigações de forma convencional ou automatizada. Edgar Madruga, por sua vez, assegurou que a profissão contábil está vivendo um processo disruptivo, de transformação baseado em uso intensivo de tecnologia, principalmente na extinção de profissões ou funções que eram extremamente tradicionais. A coordenação foi da vice-presidente Técnico do CRCRS, Nádia Grasselli.

À tarde também foram realizadas três palestras simultâneas. Em “Revolução Tecnológica em Contabilidade e Auditoria”, no Auditório Millenium, o coordenador do Grupo de Estudos sobre Qualidade da Informação Contábil, José Elias Feres de Almeida, abordou as mudanças em curso na profissão contábil que indicam a necessidade de muitas e profundas mudanças, mas, principalmente, apontam a necessidade de que os profissionais reflitam sobre essas mudanças e a respeito de que forma elas poderão contribuir para melhorar os negócios. A mediação foi do conselheiro do CRCRS Marcos Fracalossi.

“Ética, Liderança e Protagonismo – Na carreira, nos Negócios e na Vida”, palestra ministrada pela presidente do CRCRS, Ana Tércia L. Rodrigues, no Auditório Matrix, tratou da importância da escolha de comportamentos éticos, no cotidiano profissional e sobre como todos necessitamos estar preparados para liderar pessoas e exercer o protagonismo nas diferentes áreas. A mediação foi dda coordenadora da Comissão de Estudos CRCRS Mulher Cármen Tigre.

Na palestra “Soluções Criativas – Transforme seu Mindset”, o músico Teddy Corrêa deu exemplos de como inovar nos serviços e soluções oferecidas por uma organização não só é importante para otimizar processos e transpor obstáculos que surgem no caminho, como também para agregar valor competitivo à marca. A coordenação ficou a cargo do conselheiro do CRCRS Adauto Fröhlich.

Outra atração da tarde da quinta-feira foi o lançamento do livro “Trajetória da Mulher Contabilista nos 70 Anos do CRCRS”, organizado pela Comissão de Estudos CRCRS Mulher.

Na sessão interativa de apresentação dos trabalhos científicos, realizada na sala Vale do Silício da CIC, o tema foi Contabilidade para Usuários Externos e Contabilidade Tributária, coordenada por Clóvis Antônio Kronbauer, tendo como debatedor Marcelo Coletto Pohlmann.

As atividades desta tarde se encerraram, em clima de muita descontração, com show da Banda Worstation.

Presidente do CRCRS participa de lançamento oficial do Projeto Cresce RS

A presidente Ana Tércia participou, na tarde desta segunda-feira (19), do lançamento oficial do projeto “Cresce RS”, que foi realizado no Palácio Piratini, onde assinou o Termo de Cooperação entre as entidades que fazem parte do projeto.

O Cresce RS é conta com a participação de chefes de poderes, presidentes de federações  empresariais, reitores de universidades públicas e privadas, órgãos de fiscalização e controle, e entidades civis organizadas. O objetivo do projeto é monitorar e destravar projetos e ações de desenvolvimento econômico para o Estado.

Presentes no evento, o conselheiro do CRCRS José Almir Mattos, além do governador do Estado, Eduardo Leite; o presidente da Assembleia Legislativa, Luis Augusto Lara; autoridades estaduais; líderes de entidades empresariais e de profissionais; e representantes de universidades públicas e privadas.

Palestra de Rick Chesther encerra a XVII Convenção de Contabilidade do RS

O maior evento da classe contábil gaúcha chegou ao fim, na tarde desta sexta-feira (16). Os convencionais se despediram da XVII Convenção de Contabilidade do RS, que reuniu cerca de dois mil participantes, em Bento Gonçalves, e teve sua cerimônia de encerramento carregada de emoção. Foram três dias de programação intensa, de muito aprendizado, networking e experiências inesquecíveis.

Fizeram uso da palavra os presidentes do CRCRS, Ana Tércia, do CFC, Zulmir Breda, e da Abracicon, Maria Clara Bugarim, que surpreendeu os presentes ao anunciar a cidade de Bento Gonçalves como sede da XXXIV Conferência Interamericana de Contabilidade, que ocorrerá em 2021. “A receptividade do povo gaúcho e a estrutura da cidade serrana reúnem as condições necessárias à realização de um evento do porte da CIC”, afirmou a contadora.

Após a cerimônia de encerramento, seguiu-se a última palestra do evento, com o ex-vendedor de água e agora consultor de marketing e palestrante internacional, Rick Chesther, que impactou o público com a sua palestra “Pega a Visão”, onde invocou as pessoas a saírem do conformismo e do reclamatório para empreender, dando dicas sobre os passos mais importantes para atingir os objetivos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Concedido Certificado de Mérito a 10 trabalhos científicos

Dos 45 trabalhos científicos inscritos, 38 integram os anais da XVII Convenção de Contabilidade e 25 foram selecionados para apresentação. Desses, dez, um por área temática, receberam o Certificado de Mérito, concedido pela Academia de Ciências Contábeis do Rio Grande do Sul, Comitê Científico e Comissão Organizadora do evento.
O anúncio dos vencedores foi feito em momentos anteriores à cerimônia de encerramento do evento, na Fundaparque, em Bento Gonçalves, na sexta-feira, 16 de agosto.

Receberam o Certificado de Mérito os seguintes trabalhos científicos:

ÁREA TEMÁTICA 2 – CONTABILIDADE PARA USUÁRIOS EXTERNOS
Título do trabalho: Situação financeira dos principais times do futebol brasileiro, sob a ótica da análise das demonstrações contábeis (901)
Autores: Jair Antonio Fagundes; Ana Luísa Hanauer; Alex Fabiano Bertollo Santana; Clebia Ciupak

ÁREA TEMÁTICA 3 – AUDITORIA CONTÁBIL
Título do trabalho: Os relatórios de auditoria independente: um estudo sobre a emissão de relatórios de auditoria com opinião modificada (904)
Autores: Sandra Regina Toledo dos Santos; Mirna Muraro; Thiago Mattei

ÁREA TEMÁTICA 5 – CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO
Título do trabalho: Uma investigação sobre a cobrança do ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) nos serviços cartoriais dos municípios do litoral norte do RS: controle da renúncia da Receita Municipal (889)
Autores: Ana Paula Batista da Silva; Saulo Adão Pinheiro Moura; Cleber José Nascimento; Iago Ribeiro Bitencourt

ÁREA TEMÁTICA 6 – GOVERNANÇA CORPORATIVA, ÉTICA E COMPLIANCE
Título do trabalho: Mensuração de riscos em programas de compliance sob a ótica da legislação anticorrupção brasileira (917)
Autores: Márcia Ferraz Meneghel; Sandro Augusto Martins Bittencourt; Adriana Gabbi; Henrique Gabbi Bittencourt

ÁREA TEMÁTICA 8 – EDUCAÇÃO E PESQUISA EM CONTABILIDADE
Título do trabalho: A Contabilidade e ações empreendedoras em escolas de ensino fundamental e médio (900)
Autora: Roselaine Filipin

ÁREA TEMÁTICA 9 – CONTABILIDADE GERENCIAL
Título do trabalho: A utilização dos fluxos de caixa como proposta de controle interno para uma empresa em recuperação judicial (922)
Autores: Daniela Brondani Rosa; Lucas Almeida dos Santos; Jaqueline Carla Guse; Rômulo Ramos Cassol

ÁREA TEMÁTICA 10 – CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA
Título do trabalho: A exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e da Cofins: um estudo sobre a modulação da decisão proferida pelo STF e seus efeitos nos resultados das empresas (926)
Autores: Bibiana Almeida Batista; Diana de Souza; Alzenir José de Vargas

ÁREA TEMÁTICA 11 – CONTABILIDADE POR SEGMENTOS ESPECÍFICOS
Título do trabalho: Terceiro Setor: um estudo quanto às práticas de captação e prestação de contas dos recursos obtidos por entidades filantrópicas de Santana do Livramento-RS (893)
Autores: João Luis Peruchena Thomaz; João Cleber de Souza Lopes; Daniel Alejandro Pereira Leal; Thadeu José Francisco Ramos

ÁREA TEMÁTICA 12 – INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Título do trabalho: Blockchain: perfil das publicações, disrupção tecnológica e perspectivas para a Ciência Contábil (888)
Autores: Carla Milena Gonçalves Fernandes; Anderson Betti Frare; Vagner Horz; Alexandre Costa Quintana

ÁREA TEMÁTICA 13 – TEMA LIVRE
Título do trabalho: Políticas públicas da educação ambiental no município de Bagé-RS (892)
Autores: João Cleber de Souza Lopes; Eronilda Regina Santos dos Santos; João Luis Perichena Thomaz; Thadeu José Francisco Ramos

Os certificados de mérito serão posteriormente enviados aos contemplados.

Dois novos acadêmicos tomam posse na Academia de Ciências Contábeis do RS

Na noite desta quinta-feira, 15 de agosto, segundo dia da XVII Convenção de Contabilidade do RS, os presidentes do CRCRS, Ana Tércia L. Rodrigues, e do CFC, Zulmir Breda, juntamente com os demais integrantes da Academia de Ciências Contábeis do RS (ACCRS), participaram da posse de mais dois acadêmicos. O presidente da ACCRS), Eloi Dalla Vecchia, deu posse aos professores Maria Ivanice Vendrusculo – cadeira 34, que tem como patrono o contador Telmo Aparício Grillo – e João Marcos Leão da Rocha – cadeira número 32, patrono contador Nicolau Schwez. O evento teve lugar nas dependências do DallOnder Grande Hotel, em Bento Gonçalves. 

 

 

 

Comissão de Estudos CRCRS Mulher lança livro durante a XVII Convenção de Contabilidade do RS

Entre as muitas atrações deste segundo dia de Convenção, uma teve sabor de sonho realizado: a sessão de lançamento do livro “Trajetória da Mulher Contabilista nos 70 Anos do CRCRS”, organizado pela Comissão de Estudos CRCRS Mulher, coordenada pela conselheira Cármen Tigre.

Comissão de Estudos CRCRS Mulher

Com uma solenidade de abertura impactante, tem início a maior Convenção dos últimos tempos: a XVII Convenção de Contabilidade do RS

Às 20h, do dia 14 de agosto, tem início oficialmente a 17ª edição da Convenção de Contabilidade do RS. Com um público recorde de cerca de dois mil participantes, o mestre de cerimônias Luiz Afonso Rech inicia, convidando a todos para uma reflexão sobre a “Disrupção Contábil: Técnica, Digital e Cultural – Experimente a Transformação” – tema central desta edição do evento. E a disrupção iniciou pela própria apresentação da mesa solene que, desta vez, foi  virtual.

A presidente do CRCRS, Ana Tércia L. Rodrigues; o presidente da Academia de Ciências Contábeis do RS, Eloi Dalla Vecchia, o prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Rech Pasin; o presidente do Conselho Federal de Contabilidade, Zulmir Ivânio Breda; o contador e auditor-geral do Estado, Rogério da Silva Meira; o presidente da Junta Comercial do Estado do RS, Flávio Koch; os presidentes da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves, Rafael Pasqualotto, da Federacon, Fernando Spiller, do Ibracon – 6ª Regional, Paulo Ricardo Pinto Alaniz, do Sescon-RS, Célio Levandovski, e do Sescon Serra Gaúcha, Joacir Reolon; além dos detentores da Medalha João Lyra, Maria Clara Cavalcanti Bugarim, presidente da Abracicon, Antônio Carlos Nasi e José Martônio Alves Coelho

Em um cenário de encantamento tecnológico inigualável, a cantora Andréa Cavalheiro interpretou os hinos Nacional e Rio-Grandense.

Convidado a pronunciar-se, Guilherme Pasin, prefeito da cidade anfitriã, Bento Gonçalves, se disse surpreendido pelo evento espetacular, “de perder o fôlego” e, em sinal de confiança, entregou “a chave da cidade” em forma de saca-rolhas, à presidente Ana Tércia

O presidente da Academia de Ciências Contábeis do RS, Eloi Dalla Vechia, expôs, em breves palavras, o orgulho e a satisfação de participar da organização de um evento de tamanha importância, que valoriza a classe contábil, especialmente, por estar voltado à educação continuada e à capacitação.

Em sua manifestação, a presidente do CRCRS, Ana Tércia, se disse otimista com a contribuição possível da tecnologia para tornar abundantes recursos hoje escassos. Alertou que se queremos um futuro abundante, precisamos começar a construí-lo, e o primeiro passo é mudar a forma como enxergamos a profissão contábil, os tributos e os negócios”, afirmou. Previu um mundo próximo em que os robôs passarão a realizar as tarefas banais e os profissionais da contabilidade passarão a ganhar muito dinheiro e serão felizes, atuando como sábios e competentes conselheiros para o desenvolvimento dos negócios. Mas, lembrou também das práticas anti-concorrenciais, das fake news e das invasões cibernéticas, que exigem conheicmento e respostas rápidas, e afirmou que o CRCRS fará sua mudança para novas e modernas instalações, até o final do ano.

A presidente também lembrou, com grande emoção, e prestou homenagem ao contador Antônio Palácios, presidente do CRCRS de 2014-2017. Profissional de competência ímpar e dedicação incomparável à classe contábil, contribuiu de forma efetiva para o engrandecimento da profissão.

Presentes na plateia, Emília Palácios, esposa, que recebeu flores em nome do plenário, delegados e integrantes das comissões de estudos do CRCRS, acompanhada do filho, André Palácios.

A presidente lembrou, também, a perda de outro nome importante para a classe contábil: o contador Paulo Walter Schnorr, falecido em 8 de agosto. Conselheiro do CRCRS, assumindo as vice-presidências de Controle Interno (2006/2007); Fiscalização (2008/2011); e Técnico (2012/2013), contribuiu de forma relevante e expressiva para o engrandecimento e a valorização da classe contábil, que se despediu de mais um de seus ícones.

Após a manifestação da presidente Ana Tércia, mais um momento de emoção: a entrega da distinção Mérito Contábil Ivan Carlos Gatti – láurea destinada aos profissionais da contabilidade do Estado, que tenham se destacado no desempenho de suas funções e promovido ações em benefício da classe contábil – ao contador Zulmir  Ivânio Breda, presidente do Conselho Federal de Contabilidade. Breda foi presidente do CRCRS de 2010 a 2013.

Emocionado, Breda agradeceu a honraria aos colegas do Rio Grande do Sul, onde iniciou a carreira e por tantos anos exerceu a profissão. Destacou o papel da família em mais essa conquista pessoal e falou sobre os planos À frente do Conselho Federal de Contabilidade, em especial, o 21º Congresso Brasileiro de Contabilidade, que se realizará em novembro de 2020, em Camboriú/SC.

Um sentimento de espanto e admiração dominou a plateia no instante do encerramento da cerimônia. Robôs entram no auditório e misturam-se aos convencionais, chancelando o lema do evento e convidando os presentes para o jantar comemorativo, a seguir.

Participaram da solenidade de abertura, representando o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, a secretária municipal de Desenvolvimento Social e Esporte, Comandante Nádia Gerhard; os prefeitos de Gravataí, Marco Alba e de Camaquã, Ivo Lima Ferreira; a secretári municipal de Finanças de Bento Gonçalves, Mariana Largura, e o secretário adjunto de Finanças, Heitor Tártaro; a diretora do Ibracon Nacional, Mônica Foerster, representando o presidente Francisco Sant’Anna; o presidente da Aiamu, Fernando Ismael Schunck; o presidente da OAB – Subseção Bento Gonçalves, Rogério Terra de Souza, representando a presidência da OAB/RS; os ex-presidentes do CRCRS, João Verner Juenemann, Contabilista Emérito, José João Appel Mattos, Mérito Contábil IVan Carlos Gatti, e Rogério Rokembach, Mérito Contábil Ivan Carlos Gatti; os presidentes ou representantes dos Conselhos Regionais de Contabilidade, do DF, Adrian de Andrade Marrocos, GO, vice-presidente Wagner Felipe Filho, MG, vice-presidente Sandra Maria de Carvalho Campos, PA, Ticiane Lima dos Santos, PR, conselheiro Sandro Di Carlo Teixeira, RJ, vice-presidente Samir Ferreira Barbosa Nehme, SC, Marcelo Seemann e SP, Márcia Ruiz Alcazar; agraciados com o Mérito Contábil Contador Ivan Carlos Gatti, contador Eugênio Chiappin e os técnicos em contabilidade Jaime Gründler Sobrinho, Delmar Luis Bruxel, Renato João Kerkhoff, Rubilar José Bernardes, e o presidente do Sindicato dos Contadores do Estado do Rio Grande do Sul, Diego Rottermund Moreira; vice-presidentes, conselheiros, delegados regionais e membros das Comissões de Estudos do CRCRS; além de presidentes dos sindicatos municipais de contadores e técnicos em contabilidade e associações.

Foram homenageados com o Mérito Contábil Ivan Carlos Gatti:

Contador José João Appel Mattos (2003)

Técn. Cont. Jaime Gründler Sobrinho (2005)

Contador Eugênio Chiappin e Contador Sinval Tavares (2007)

Tecn. Cont. Delmar Bruxel (2009)

Contador Enory Luiz Spinelli (2011)

Tecn. Cont. Renato João Kerkhoff (2013)

Contador Rogério Rokembach (2015)

Tecn. Cont. Rubilar José Bernardes (2017)

 

Patrocinadores e apoiadores

A XVII Convenção de Contabilidade do RS é uma realização da Academia de Ciências Contábeis do RS, com organização do CRCRS e apoio do CFC.

Master: Sicredi

Premium: Safeweb, Wolter Kluwer, Certising, SCI, Portal Contabilidade na TV

Gold: Thomson Reuters, Questor, Alterdata, Senar

Classic: Siescon, SesconRS, Sescon-Serra Gaúcha, Windel Sistemas, MegaGed, IPM Sistemas, Lefisc, Auditto, Juno

Point: Bling, ConferIR, Grupo DPG, UCS – Universidade de Caxias do Sul, Juruá Editora

Gil Giardelli ministra palestra magna na XVII Convenção de Contabilidade

Nesta noite de 14 de agosto, os cerca de dois mil participantes da 17ª edição da Convenção de Contabilidade do RS, ao entrarem na Fundaparque, se deparam com a ambientação de um escritório contábil dos anos 50 e, conforme avançam, o cenário vai se transformando até chegar aos dias atuais e, enfim, ao mundo futurístico da disrupção, com a recepção da Hazonette, robô holográfico, ao som do Female Angel  Duo, com a DJ Nyella e violinista Karen Machado, que colocaram a plateia para dançar.

O comando do palco ficou por conta de Luciano Potter, que, entre uma conversa e outra com os convidados que vão chegando, informa as atrações programadas e exibe o vídeo de abertura do evento, até que chegou a hora de anunciar a palestra magna, com Gil Giardelli.

Falando sobre a AI Economy, Globotics e a Gestão em tempos pós-digitais, o professor Gil Giardelli impactou o público, que assistiu atentamente o Web ativista discorrer sobre “A quarta revolução industrial e a transformação digital”. Considerado um dos grandes difusores da inovação, falou da nova era de tempos pós-normais, nos quais a inteligência artificial norteará cada vez mais não apenas a economia, como o modo de viver da humanidade. Mas, ressaltou que a tecnologia não substitui a espiritualidade. 

“Sou um tecno-otimista. Acredito que o futuro será muito melhor do que o presente e o compartilhamento da tecnologia terá participação nisso. É a sociedade 5.0, que tem a inteligência no centro de tudo, o propósito antes do lucro”, destacou Giardelli.

Começou o maior evento da classe contábil gaúcha: XVII Convenção de Contabilidade do RS reúne 2.000 pessoas em Bento Gonçalves

A Contabilidade não será a mesma após a XVII Convenção de Contabilidade do Rio Grande do Sul. De hoje (14) até a próxima sexta-feira, cerca de dois mil profissionais contábeis e estudantes de todo o País se reúnem, na Fundaparque, em Bento Gonçalves, para debater e discutir temas que provoquem reflexão sobre a “Disrupção Contábil: técnica, digital, cultural”. 

Na tarde que antecede a solenidade de abertura oficial do evento, a programação privilegiou um viés técnico, com atividades simultâneas, que iniciaram com a consultora de marketing digital Mariana Klein, buscando responder a pergunta “Como as plataformas digitais podem ajudar você a conquistar mais clientes?”. Na palestra “Melhores Práticas de Marketing em Rede”, realizada no Auditório Millenium, Mariana apresentou as melhores práticas do marketing digital, com foco em compreender o que o cliente espera das empresas nesse meio e como planejar as ações digitais para que tragam resultados palpáveis. Além disso, foi apresentada a importância do planejamento de conteúdo e o uso adequado de ferramentas de segmentação, campanhas pagas e mensuração, com o objetivo de tornar palpáveis os resultados obtidos pelas ações digitais. A mediação ficou a cargo do coordenador da Comissão de Estudos das Organizações Contábeis, Rodrigo Kich.

Mariana Klein e Rodrigo Kich

Ao mesmo tempo, no Auditório Avatar, a presidente do Badesul, Jeanette Halmenschlager Lontra, ministrou a palestra “Fontes de Financiamentos para Projetos e Soluções Inovadoras”, na qual apresentou alternativas de consultorias e de investimentos para a promoção do desenvolvimento e da inovação nos setores público e privado. A coordenação foi do integrante da Comissão de Estudos de Contabilidade Aplicada ao Setor Público do CRCRS, Cezar Volnei Mauss.

Janette Halmenschlager Lontra e Cézar Mauss

Profissionais disruptivos lotaram os auditórios

Ainda, no mesmo horário, criatividade e descontração tomaram conta do Auditório Transformers, com as atividades lúdicas desenvolvidas com a participação dos integrantes da Comissão de Estudos de Acompanhamento da Área do Ensino Superior do CRCRS, no workshop “Metodologias Ativas no Ensino de Contabilidade”, apresentado pela coordenadora da Comissão, professora Maria Ivanice Vendruscolo, com mediação do conselheiro do CRCRS, Gerson Luís dos Santos.

Gerson Luís dos Santos e Maria Ivanice Vendrusculo

Professores integrantes da Comissão de Estudos de Acompanhamento da Área de Ensino Superior do CRCRS aplicam metodologias ativas com os participantes do workshop

Nessa primeira parte da tarde, também se iniciaram as apresentações dos trabalhos científicos, na sala Vale do Silício, no prédio da Câmara de Indústria e Comércio de Bento Gonçalves (CIC), com sessão interativa sobre Contabilidade por Segmentos Específicos, sob a coordenação da professora Márcia Rosane Frey, tendo como debatedora a professora Eusélia Paveglio Vieira, com os seguintes trabalhos: “Terceiro Setor: um estudo quanto às práticas de captação e prestação de contas dos recursos obtidos por entidades filantrópicas de Santana do Livramento-RS (893)”, de João Luis Peruchena Thomaz, Daniel Alejandro Pereira Leal, Thadeu José Francisco Ramos e João Cleber de Souza Lopes; “Análise da lucratividade e rentabilidade na produção de tabaco em economia familiar (896)”, de Fernando Batista Bandeira da Fontoura, Luis Carlos Alves da Silva, Cidonea Machado Deponti e Lavinia Lopes de Mello; e “A Contabilidade de custos como ferramenta de gestão para o produtor rural: um estudo de caso em uma propriedade rural de Cachoeira do Sul-RS (932)”, de Sabrina Garcia de Castro.

A partir da direita, professores Márcia Rosane Frey, Eusélia Paveglio Vieira e os apresentadores dos trabalhos científicos classificados: João Cleber de Souza Lopes, Lavinia Lopes de Mello e Sabrina Garcia de Castro

Os trabalhos científicos que receberão o Certificado de Mérito serão conhecidos no encerramento da Convenção.

Durante os intervalos entre as palestras, painéis e oficinas, os convencionais conferem as atrações da Feira de Oportunidades e Negócios, que traz novidades em serviços e produtos para a contabilidade.

O profissional da contabilidade que contar com metodologias inovadoras estará melhor preparado para se adaptar às exigências da transformação digital. A garantia é da contadora Wendy Haddad Carraro, que coordenou, nesta tarde, no Auditório Transformers, o workshopDesgin Thinking: Dinamizando Inovação em seu Negócio”. A metodologia inovativa é destinada a abordar problemas relacionados a futuras aquisições de informações, análise de conhecimento e propostas de soluções. “É um conjunto de ideias e insights que pode ser aplicado em diversas áreas, mas, é essencial para o profissional contábil que necessita, cada vez mais, ‘pensar fora da caixa’”, explica a contadora. A mediação ficou a cargo do integrante da Comissão de Estudos CRCRS Jovem, Tairo Rolim Fracasso.

Wendy Carraro

Ao mesmo tempo, o coordenador da Comissão de Estudos de Contabilidade do Setor Cooperativo do CRCRS, José Máximo Daronco, mediava o painel “Práticas de Contabilização das Receitas de Aplicações Financeiras – Desafios, oportunidades e riscos”, no auditório Avatar. Coordenado pelo vice-presidente de Controle Interno do CRCRS, Mário Kist, o debate girou em torno de um tema polêmico para as Sociedades Cooperativas: as diferentes práticas de contabilização adotadas pelo setor, incluindo impactos, oportunidades e riscos, inclusive tributários. 

José Máximo Daronco e o vice-presidente de Controle Interno, Mário Kist

No Auditório Millenium, o contador e economista Paulo Cordeiro de Mello ministrou a palestra “Honorários em Perícia Contábil com Enfoque na Precificação”, demonstrando que, apesar da crescente valorização da área, persistem as dificuldades para a precificação dos serviços prestados. A mediação ficou ao encargo do coordenador da Comissão de Estudos de Perícia Contábil do CRCRS, Mártin Lavies Spellmeier.

Paulo Cordeiro de Mello e Mártin Lavies Spellmeier

Na sala Vale do Silício, da CIC, foram apresentados os trabalhos científicos do segmento de Contabilidade Gerencial, com a coordenação de Romina Batista de Lucena Souza e tendo como debatedor o conselheiro do CRCRS Osmar Antonio Bonzanini.

Luana Aparecida Babisnski e Rômulo Ramos Cassol apresentaram trabalhos, na segunda sessão interativa da quarta-feira