Novas tecnologias, ICMS e o papel da Contabilidade nas tomadas de decisões foram temas abordados no Seminário de Contabilidade & Negócios de Pelotas

Com um plateia de mais de 150 pessoas, entre profissionais e estudantes da área contábil, se realizou, em 18 de outubro, no Parque Tecnológico de Pelotas o Seminário de Contabilidade & Negócios.

Na solenidade de abertura do evento, a presidente Ana Tércia, que por estar em viagem, representando o Conselho, não pode estar presente, enviou um vídeo, saudando os pelotenses e salientando a importância do Seminário e dos assuntos abordados, indispensáveis, neste momento de transformações que vivenciamos, especialmente, na Contabilidade.

Manisfestaram-se também na cerimônia, a delegada regional de Pelotas, Lair Coimbra Rezende; a presidente do Sincotepel, Maria Rosania Santana Almeida; e secretário municipal de Desenvolvimento, Turismo e Inovação, Gilmar Bazanella. 

Em seguida, teve início o painel “Decisões Empresariais e o Papel da Contabilidade”, com a participação dos empresários, Augusto Vaniel, do setor da indústria alimentícia, e Fabrício Iribarrem, da construção civil, com mediação do vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do CRCRS, Márcio Schuch Silveira.

Na sequência, o coordenador do Comitê Administrador do Programa de Revisão Externa de Qualidade do CFC (CRE) e presidente do CRCRS, gestão 2006/2009, Rogério Rokembach, propôs um debate em torno dos desafios das organizações contábeis na aplicação das novas tecnologias.

Com o tema “Atualidades sobre ICMS-ST”, o ex-secretário da Fazenda do RS, Luiz Antônio Bins, encerrou o Seminário. Contextualizou a substituição tributária no RS, após a decisão do STF, e alertou para questões que exigem a atenção dos profissionais da contabilidade e das empresas. A coordenação da palestra ficou a cargo do conselheiro do CRCRS, Ronaldo Bica Campos.

Doações

Durante o evento, foram arrecadados 57 quilos de alimentos não perecíveis, que foram encaminhados à Instituição São Benedito de Pelotas, que atende crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social.

CRC & Você em Pelotas

Em 17 de outubro, o CRC & Você foi em Pelotas. Representantes da atual gestão do CRCRS, como vice-presidentes, conselheiros e delegados regionais reuniram-se com os profissionais da contabilidade do município e região para discutirem temas que incidem sobre as atividades contábeis regulares. Trata-se de um momento de interação bem importante, que permite aos profissionais esclarecerem dúvidas, emitirem opiniões, além de conhecerem as principais linhas de atuação da gestão do CRCRS.

Fiscalização, cursos e eventos, atuação e incidência do CRCRS em medidas do Legislativo e da Receita Federal do Brasil.

4º Encontro dos Contadores Públicos do RS

Cerca de 200 profissionais debatem, ao longo da quinta-feira (17), a Contabilidade Pública sob diversos enfoques, no 4º Encontro dos Contadores Públicos do RS, realizado pelo CRCRS, por meio da Comissão de Estudos de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, com apoio do Tribunal de Contas do Estado do RS (TCE) e Academia de Ciências Contábeis do RS. O evento tem lugar no Auditório Romildo Bolzan, do TCE, em Porto Alegre. Além da presidente do Conselho, Ana Tércia L. Rodrigues, e da coordenadora da Comissão, Patrícia Sostmeier, fizeram uso da palavra, durante a solenidade de abertura, a procuradora-geral adjunta para Assuntos Administrativos da Procuradoria-Geral do Estado (PGE-RS), Paula Ferreira Krieger; o contador e auditor-geral do Estado, Rogério Meira, representando o secretário estadual da Fazenda, Marco Aurélio Cardoso; e o diretor da Escola Superior de Gestão e Controle, Sandro Bergue, que representou o presidente do TCE-RS, Iradir Pietroski. Na ocasião, também prestigiaram a cerimônia, o chefe da 3ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército (3ª ICFEx), coronel Marco Antonio Reis Freitas, e o superintendente da Receita Federal do Brasil da 10ª Região, Luiz Fernando Lorenzi.

Luiz Fernando Lorenzi, superintendente da RFB 10ª Região; João Victor de Oliveira, diretor adjunto de Gestão Técnica do CRCRS; Ana Tércia L. Rodrigues, presidente do CRCRS; Ana Paula Ferreira Krieger, procuradora-geral adjunta para Assuntos Administrativos da PGE-RS; e Rogério Meira, contador e auditor-geral do Estado

Comissão de Estudos de Contabilidade Aplicada ao Setor Público do CRCRS

Em sua manifestação, a presidente Ana Tércia destacou que a valorização dos profissionais da Contabilidade será alcançada na medida em que a classe vencer o desafio de fazer a sociedade compreender o valor do orçamento público para a tomada de decisões. “No momento em que a importância desse instrumento estratégico for compreendida, a função social da classe contábil terá o devido reconhecimento”, afirmou ela.

Ana Tércia L. Rodrigues, presidente do CRCRS

A contadora Patrícia Sostmeier, coordenadora da Comissão de Estudos, saudou os presentes e agradecendo, em especial ao TCE-RS, pela cedência do espaço e parceria na realização do evento.

Patrícia Sostmeier, coordenadora da Comissão de Estudos de Contabilidade Aplicada ao Setor Público

Em rápidas palavras, a procuradora-geral adjunta da PGE-RS, Paula Ferreira Krieger, agradeceu a oportunidade de participar de um evento de tão grande importância para a qualificação do gasto público.

Paula Ferreira Krieger, procuradora-geral adjunta para Assuntos Administrativos da PGE-RS

Na ocasião, o contador e auditor-geral do Estado, Rogério Meira, que representou o secretário estadual da Fazenda, Marco Aurelio Cardoso, salientou que as informações contábeis têm sido consideradas como um dos instrumentos mais importantes para as tomadas de decisão, pelo atual governo do Estado.

Rogério Meira, contador e auditor-geral do Estado do RS

A importância do trabalho intenso e de qualidade, desenvolvido pelo CRCRS em parceria com o TCE-RS, foi ressaltado pelo diretor da Escola Superior de Gestão e Controle, Sandro Bergue, que, na oportunidade, representou o presidente do TCE-RS, Iradir Pietroski. Segundo ele, essas atividades, somadas aos investimentos realizados pelo Tribunal em Inteligência Artificial, terão grande impacto na qualidade das informações contábeis e, a partir de 2020, deverão mudar a relação do TCE-RS com a sociedade, por meio do controle social.

Sandro Bergue, diretor da Escola Superior de Gestão e Controle do TCE-RS

O painel “Os riscos Contábeis das Licitações” abordou a importância da participação do profissional da Contabilidade no planejamento das contratações, que têm reflexo direto no orçamento. Com mediação do integrante da Comissão de Estudos de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, André Bagetti, o tema foi debatido pela contadora Fabiana dos Santos, também integrante da Comissão, e Felipe Junges Villa pós-graduado em Gestão em Administração Pública, Logística e Gestão Empresarial.

Contadores Fabiana dos Santos e André Bagetti, da Comissão de Estudos de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, e major Felipe Junges Villa, pós-graduado em Gestão em Administração Pública, Logística e Gestão Empresarial

Encerrando os trabalhos da manhã, o conselheiro do CRCRS e integrante da Comissão de Estudos de Responsabilidade Social, Gerson dos Santos, falou sobre “Controle Social e o Impacto na Responsabilização Técnica do Contador”. A contadora Sandra Toledo dos Santos, integrante da Comissão de Estudos de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, atuou como debatedora no painel.

Conselheiro Gerson dos Santos, integrante da Comissão de Estudos de Responsabilidade Social do CRCRS

Sandra Toledo, integrante da Comissão de Estudos de Contabilidade Aplicada ao Setor Público

A tarde, o evento reiniciou com “Debate Técnico com a plateia: perguntas e respostas sobre a Contabilidade Pública”, que permitiu o esclarecimento de muitas dúvidas dos profissionais acerca de diversos aspectos do tema, que é bastante vasto. Sob a mediação do contador Cézar Mauss, o chefe da Divisão de Informatização e de Normatização Contábil da Cage-RS, Felipe Bittencourt, e a auditora pública externa do TCE-RS, Luciane Heldwein Pereira, responderam as perguntas do público.

Felipe Bittencourt, chefe da Divisão de Informação e de Normatização da Cage-RS; Cézar Mauss, integrante da Comissão de Estudos de Contabilidade Aplicada ao Setor Público do CRCRS; e Luciane Heldwein Pereira, auditora pública externa do TCE-RS

Com a palestra “MSC – Parametrização das fontes de recursos e demais aspectos operacionais”, a gerente de normas e procedimentos de gestão fiscal e da coordenação-geral da Secretaria do Tesouro Nacional, Cláudia Magalhães Dias Rabelo de Sousa, encerrou o evento.

Cláudia Magalhães Dias Rabelo de Sousa, gerente de normas e procedimentos de gestão fiscal e da coordenação-geral da Secretaria do Tesouro Nacional

 

Curso de Atualização para Contabilidade Rural chega a Camaquã

Camaquã recebeu, nesta segunda-feira, 14, o Curso de Atualização para Contabilidade Rural. E evento gratuito, fruto de parceria entre CRCRS e Senar-RS, foi destinado aos profissionais contábeis que atuam na área rural e do agronegócio. 

O roteiro segue por mais quatro cidades do Estado. Acompanhe os locais, dias e horários em http://bit.ly/2Mi2mcR

Encontro com Contadores discute “Novo eSocial: o que muda?”

O vice-presidente de Desenvolvimento Profissional, Márcio Schuch Silveira, participou, nesta segunda-feira, 14, do Encontro de Contadores, que se realiza na Fiergs. O vice-presidente e Vicente Sevilha, empresário contábil, com especialização em Criação de Negócios de Alto Crescimento pela Babson College, abordaram aspectos do novo eSocial e comentaram as alterações.

CRC & Você em Capão da Canoa

Na manhã desta sexta-feira, 11 de outubro, o CRC & Você foi em Capão da Canoa. Presidente, vice-presidentes, conselheiros e delegados conversaram de forma informal e descontraída com os profissionais da contabilidade do município e região. Foi uma oportunidade de esclarecer dúvidas, solicitar orientações, trocar ideias e experiências, além de ser um momento também para os profissionais colaborarem com sugestões e emitirem opiniões.

CRC & Você em Torres

Temas que envolvem a fiscalização, as atribuições específicas do Conselho, relacionamento com órgãos públicos, ICMS-ST e outros tópicos que incidem sobre a atividade contábil foram discutidos, em 10 de outubro, entre os profissionais da contabilidade do município e da região e a presidente Ana Tércia, vice-presidentes, conselheiros e delegados regionais.

 

 

 

 

3º Simpósio de Assuntos Contábeis trata de combate à corrupção, novo Código de Ética e ética profissional sob a perspectiva das entidades

Em 10 de outubro, os presidentes do CFC, Zulmir Breda, e do CRCRS, Ana Tércia, participaram do 3º Simpósio de Assuntos Contábeis, promovido pelo Sincontec Serra Gaúcha, com o apoio do CRCRS, na UCS – Caxias do Sul. Prestigiam também o evento, aproximadamente 100 pessoas, entre vice-presidentes, conselheiros e delegados regionais, além de presidentes de entidades, estudantes e profissionais da contabilidade do município e região.

Após a saudação inicial da presidente do Sincontec Serra Gaúcha, Giovana Carrer, o presidente Zulmir Breda deu início a palestra “O papel do profissional contábil no combate à corrupção”.

O presidente do CFC mostrou indícios que a percepção da corrupção está ligada ao grau de desenvolvimento dos países, ou seja, quanto maior a desigualdade, maior a probabilidade da corrupção. Também apresentou dados que mostram que a percepção da ascensão da corrupção aumentou: 53% das pessoas consultadas afirmaram que têm a sensação que, nos últimos anos, a corrupção cresceu.

Nesse sentido, Breda discorreu sobre a responsabilidade do profissional da contabilidade perante situações de suspeitas de corrupção, por deter as informações, ter conhecimento sobre as transações de pessoas, empresas, entidades e órgãos públicos. O profissional tem a obrigação de comunicar ao Coaf qualquer operação suspeita ou atos que caracterizam lavagem de dinheiro ou financiamento ao terrorismo. Além disso, o International Ethics Standards Board for Accountants emitiu a norma contábil NOCLAR ( Responding to Non-Compliance With Laws and Regulations),  que estabelece a obrigatoriedade de um profissional contábil informar às autoridades caso descubra alguma irregularidade ou ilegalidade na empresa, como forma de coibir ações ilícitas – muitos países já estão adotando.

“É importante a melhoria do ambiente regulatório e uma maior proteção legal ao exercício profissional. Ética e justiça social são duas expressões que devem caminhar juntas”, declarou Breda.

Em prosseguimento ao Simpósio, o vice-presidente Márcio Schuch Silveira abordou as alterações e inovações do novo Códio de Ética do Profissional Contábil (NBC PG 01). Dentre elas, apontou os itens que tratam dos deveres, das vedações e das permissões; de valor e publicidade dos serviços profissionais em relação aos colegas e à classe; e das penalidades e sanções que podem ser aplicadas.

Para Márcio, o Código de Ética, cujo foco é a conduta do profissional da contabilidade, é o guia que vai amparar as ações do dia a dia, evitando ou minimizando riscos. O contador alerta que o profissional da contabilidade deve exercer a profissão de acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade, respeitando rigorosamente o sigilo.

Com o painel sobre “Ética profissional sob a perspectiva das entidades da classe contábil”, com a participação dos presidentes do CFC, Zulmir Breda; do CRCRS, Ana Tércia; Federacon, Fernando Spiller; Sescon-Serra Gaúcha, Joacir Reolon; e Sincontec Serra Gaúcha, Giovana Carrer, encerrou o 3º Simpósio de Assuntos Contábeis.

A presidente Ana Tércia enfocou a importância das ações fiscalizatórias desenvolvidas pelo Conselho, que são antecedidas por atividades preventivas e de conscientização dos profissionais. A fiscalização valoriza aquele profissional que trabalha de forma correta, dentro dos regramentos, da normatização vigente e da ética. Ana Tércia apresentou dados estatísticos da atuação da fiscalização do CRCRS, que evidenciaram a agilidade e eficácia nos procedimentos.

Fernando Spiller abordou a ética e a transparência na atividade sindical. Afirmou: ” Quando nos propomos a exercer a atividade sindical, devemos fazê-lo por estarmos prontos a ajudar nosso próximo a garantir aquilo que lhe é de direito. Desta forma, estamos atuando baseados em pressupostos éticos e morais”.

Reolon seguiu pelo viés da ética profissional no contexto das organizações contábeis.

Breda explicou porquê o Código de Ética é revisado de tempos em tempos. Nesta última atualização, os pontos principais que motivaram as alterações foram preço e publicidade.

A presidente do Sincotec Serra Gaúcha salientou a importância da ética em todos os ambientes da vida, segmentos econômicos, público ou privado, e profissões. Deve estar presente no dia a dia. Giovana buscou amparo na NBC PG 100, que estabelece princípios éticos. Finalizou, deixando uma pergunta: Assim como eu faço autoanálise do meu comportamento profissional, será que eu faço autoanálise do meu comportamento social?

Por fim, os painelistas  debateram com os participantes aspectos e situações que envolvem a ética profissional,

 

CRCRS participa de nova etapa da Campanha Valores que Ficam

O CRCRS integrou, em 10 de outubro, a primeira reunião de trabalho para traçar estratégias de comunicação para o lançamento da segunda fase da Campanha Valores que Ficam, que estimula a destinação de recursos devidos do Imposto de Renda de Pessoa Física para projetos sociais cadastrados no Fundo da Criança e do Adolescente e Fundo do Idoso. O vice-presidente Celso Luft e o contador José Carlos Mello, membro da Comissão de Estudos de Responsabilidade Social, representaram o CRCRS. Também participaram, representantes da Assembleia Legislativa do Estado (AL-RS), Receita Federal do Brasil (RFB) e entidades beneficentes.

Leila Chiden, assessora parlamentar AL-RS; André Veiga, diretor Executivo, e Maria Isabel Jaekel da Silva, presidente da Kinder; – Centro de Integração da Criança Especial; Bárbara Pufal, Jonio de Salles Neto e Leticia Coutinho, da Agência Moove; Ademir Gomes de Oliveira, superintendente adjunto da RFB 10ª Região; José Carlos Mello, membro da Comissão de Estudos de Responsabilidade Social do CRCRS; e Celso Luft, vice-presidente de Relações Institucionais do Conselho

Nesta segunda etapa, os profissionais da contabilidade têm, novamente, um papel muito importante a cumprir e que valoriza a classe contábil: estimular os clientes pessoas físicas a destinarem até 6% dos valores devidos em imposto de renda aos projetos sociais do Funcriança e/ou do Fundo do Idoso das entidades cadastradas nas prefeituras, até o dia 27 de dezembro de 2019.

A primeira etapa da campanha, com foco nas destinações feitas diretamente nas DIRPF modelo completo, resultou em crescimento de 42,9% em 2019, em relação a 2018, no Rio Grande do Sul, enquanto, no Brasil, o avanço foi de apenas 28,6%.

A Campanha Valores que Ficam é realizada pela AL-RS, em parceria com o CRCRS, RFB, órgãos públicos e entidades beneficentes.

CRCRS em defesa da desburocratização, em Novo Hamburgo

Conselheiro Adauto Fröhlich e o delegado regional Daniel de Campos participam, na manhã desta quinta-feira, 10 de outubro, do “Conectando instituições, promovendo soluções”, realizado pelo Avança Novo Hamburgo – Comitê de Governança Empreendedora, por meio das secretarias municipais do Meio Ambiente e do Desenvolvimento Econômico, com apoio do CRCRS, na sede da Associação dos contabilistas do Vale do Sinos. Na plateia,  cerca de 30 profissionais da contabilidade que atuam na região integram o diálogo que tem por objetivo encontrar caminhos para a desburocratização de processos, visando a alavancar o desenvolvimento dos negócios.

André da Rocha, presidente do Avança Novo Hamburgo; Rose Pereira e Ana rita Schenkel, da Sedec; Daniel de Campos, delegado regional de Novo Hamburgo; e Adauto Fröhlich,, conselheiro do CRCRS

Profissionais da região do Vale dos Sinos discutem sugestões para simplificar tramitação de processos