Profissionais da contabilidade são homenageados com Certificado Mérito Social

O presidente do CRCRS, Antônio Palácios, em 30 de setembro, procedeu à entrega do Certificado Mérito Social a oito profissionais da contabilidade responsáveis pelos balanços sociais das empresas e entidades laureadas com o Prêmio de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa 2015. São eles: Karin Schwartzhaupt, Leoni Machado, Marcelo Lopes, Marconi Micco, Roberto Medeiros, Romeu Strassburger. Rubens da Rosa e Simone Inês de Souza.

mérito

Presidente da Jucergs participa de plenária

O presidente da Jucergs, Paulo Kopschina, acompanhado da contadora Marlene Chassott, vogal da Junta, esteve presente na plenária, realizada em 25 de outubro, para expôr problemas enfrentados pelo órgão, que envolvem a classe contábil gaúcha, e solicitar sugestões. Na oportunidade, também comunicou que a partir de 2017 todo o RS terá seus procedimentos integrados pela Via Única.

jucergs Jucergs (2)

CRCRS cumprimenta formandos de Ciências Contábeis

O CRCRS, que tem participado das solenidades de formatura em Ciências Contábeis, por meio de seus representantes, como forma de valorizar esse momento especial, parabeniza os estudantes que se destacaram ao longo do curso Nas formaturas realizadas no mês de setembro, alguns alunos-destaques foram: Rejane Marasca Sandre (Unijuí – Ijuí); Aline Jacobi e Viviane  Patrícia Sost (UCS – São Sebastião do Caí); Andréia do Rocio Elias (Fadergs -Porto Alegre); Raiana Lanius UPF – Passo Fundo); Sandra Aline Prunzel (FEMA Santa Rosa); Franciele Carra (UCS – Caxias do Sul); Luisa Gil Almeida (Fapa – Porto Alegre).

Vice-presidente de Gestão do CRCRS, Ana Tércia Lopes Rodrigues entrega o diploma de aluna-destaque à Luiza Gil de Almeida, da Fapa

Vice-presidente de Gestão do CRCRS, Ana Tércia Lopes Rodrigues entrega o diploma de aluna-destaque à Luiza Gil de Almeida, da Fapa

O delegado do CRCRS em Ijuí, André Hoffmann, à direita, entrega o diploma de aluna-destaque à Rejane Marasca Sandre, em companhia do coordenador do curso de Ciências Contábeis da Unijui, o professor Lauri Basso

O delegado do CRCRS em Ijuí, André Hoffmann, à direita, entrega o diploma de aluna-destaque à Rejane Marasca Sandre, em companhia do coordenador do curso de Ciências Contábeis da Unijui, o professor Lauri Basso

 

A aluna-destaque do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Machado de Assis (FEMA), de Santa Rosa, recebe diploma das mãos do conselheiro do CRCRS Marcos Volnei dos Santos

A aluna-destaque do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Machado de Assis (FEMA), de Santa Rosa, recebe diploma das mãos do conselheiro do CRCRS Marcos Volnei dos Santos

CRCRS realiza Fórum de Fiscalização Preventiva em mais quatro municípios, no mês de setembro

O vice-presidente de Fiscalização do CRCRS, Mário Karczeski, levou o Fórum de Fiscalização Preventiva a mais quatro municípios do Estado, no mês de setembro, com o objetivo de levar informações e esclarecimentos sobre os procedimentos aplicados e as sistemáticas adotadas pela divisão de fiscalização do Conselho e, assim, evitar autuações e multas. No dia 29, à tarde, 25 participantes, entre profissionais e estudantes de Ciências Contábeis dos municípios de Tupanciretã, Jari e Quevedos estiveram reunidos na sede do Sindicato Rural de Tupanciretã. Na mesma data, pela manhã, foi a vez dos profissionais, empresários e técnicos em contabilidade de São Gabriel, totalizando 21 pessoas, que receberam a visita do Fórum, na sede do Sindilojas. No dia 28, à noite, os profissionais de Rosário do Sul se reuniram no Centro Empresarial da Cidade, e tiveram a oportunidade para esclarecer  dúvidas, principalmente sobre a prevenção e gestão de riscos no exercício da atividade profissional. E, pela manhã, o Fórum esteve com os profissionais e estudantes de Santana do Livramento, no Salão de Atos da Urcamp.

Tupanciretã recebeu o Fórum dia 29 de setembro, à tarde

Tupanciretã recebeu o Fórum dia 29 de setembro, à tarde

Na manhã do dia 28, profissionais e estudantes de Santana do Livramento estiveram reunidos no Fórum

Na manhã do dia 28, profissionais e estudantes de Santana do Livramento estiveram reunidos no Fórum

Para o mês de outubro, está prevista a realização de reuniões em municípios de mais 21 jurisdições do CRCRS.

Ministro quer apoio do CFC para capacitar empreendedores

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, propôs aos vice-presidentes do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) das áreas de Política Institucional, Joaquim Bezerra; de Desenvolvimento Profissional, Nelson Zafra; e Técnica, Zulmir Breda; e para o coordenador de área do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC) e vice-presidente de relações Institucionais do CRCRS, Pedro Gabril, uma parceria para qualificar empreendedores acerca das obrigações contábeis, fiscais e de segurança do trabalho. A proposta foi feita quando os representantes do CFC faziam visita institucional ao ministro, neste dia 29 de setembro.

Da esq. para a dir.: Nelson Zafra, Joaquim Bezerra, Pedro Gabril, ministro Ronaldo Nogueira e Zulmir Breda

Da esq. para a dir.: Nelson Zafra, Joaquim Bezerra, Pedro Gabril, ministro Ronaldo Nogueira e Zulmir Breda

Segundo o ministro, é grande o número de empresários punidos por adquirirem equipamentos que já estão fora das normas autorizadas pela legislação e por não respeitarem regras de segurança do trabalho. “O profissional da contabilidade é o que tem mais proximidade com o empreendedor. Todo novo negócio precisa de um contador. O que estamos propondo é a construção de uma cartilha com informações básicas sobre tributações, sobre normas regulamentadoras de segurança do trabalho das diversas áreas e com regras de contratação de mão de obra, para que o profissional da contabilidade oriente o empresário

Vice-presidente do CRCRS participa da assinatura de convênio entre TSE e CFC para orientar profissionais na prestação de contas de candidatos

O vice-presidente de Relações Institucionais do CRCRS, Pedro Gabril, participou, no último dia 29 de setembro, em Brasília, do ato de assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o Conselho Federal de Contabilidade (CFC), cujo objetivo é capacitar os profissionais envolvidos na prestação de contas de candidatos e partidos políticos, por técnicos dos Tribunais Regionais Eleitorais, para que as informações sejam enviadas à Justiça Eleitoral conforme às normas vigentes e ao novo modelo de financiamento de campanhas eleitorais. Ainda está previsto a elaboração de um manual com orientações técnicas sobre a prestação de contas.

A relação dos profissionais de contabilidade que assinarem as prestações de contas entregues à Justiça Eleitoral será informada ao CFC para que seja verificada a regularidade profissional de cada contador. Assim, eventuais irregularidades deverão ser informadas ao TSE, em até 10 dias após o prazo final de entrega da prestação de contas.

 Para o presidente do TSE, Gilmar Mendes, a parceria é mais um passo na busca incessante da Justiça Eleitoral em aprimorar a fiscalização da prestação de contas e combater a corrupção.

O presidente do CFC, José Martonio Alves Coelho, agradeceu a constante interlocução da classe contábil com o TSE, notadamente por meio do chefe da Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias (Asepa) do Tribunal, Eron Pessoa, que também é contador, e destacou o papel dos profissionais da área no processo eleitoral. “A contabilidade é um instrumento que faz a democracia ir além do voto

Santana do Livramento e Rosário do Sul recebem o Fórum de Fiscalização

Na quarta-feira, 28 de setembro, os municípios de Santana do Livramento e Rosário do Sul receberam a visita do Fórum de Fiscalização Preventiva do CRCRS.

Vice-presidente de Fiscalização do CRCRS, Mário Karczeski esteve com o Fórum de Fiscalização Preventiva em Santana do Livramento e Rosário do Sul

Vice-presidente de Fiscalização do CRCRS, Mário Karczeski esteve com o Fórum de Fiscalização Preventiva em Santana do Livramento e Rosário do Sul

Na parte da tarde, o vice-presidente de Fiscalização do Conselho, Mário Karczeski, se reuniu  com empresários contábeis, profissionais e estudantes da jurisdição de Santana do Livramento, para levar informações e esclarecimentos sobre os procedimentos aplicados e as sistemáticas adotadas pela divisão de fiscalização do Conselho e, assim, evitar autuações e multas. À noite, foi a vez dos profissionais de Rosário do Sul, que se reuniram com Karczeski no Centro Empresarial de Rosário do Sul.

Profissionais, empresários e estudantes de Ciências Contábeis participaram do Fórum, em Santana do Livramento.

Profissionais, empresários e estudantes de Ciências Contábeis participaram do Fórum, em Santana do Livramento.

 

Conselho de Contabilidade realiza curso sobre o Simples Nacional em Tupanciretã

O CRCRS, em parceria com o Sescon-RS, realizou curso sobre Simples Nacional, em Tupanciretã, no dia 26 de setembro, das 13h30min às 19h30min, nas dependências do Sindicato Rural do município. O evento, ministrado pela contadora Deise Parisotto, instrutora de treinamento na área fiscal, com MBA em Gestão Empresarial e extensão em Tributos Federais e ICMS, teve o objetivo de analisar, de forma teórica e prática, os aspectos tributários inerentes ao sistema do Simples Nacional, verificando as particularidades de cada anexo da tributação.

Parisotto ministrou o curso sobre Simples

A contadora Deise Parisotto ministrou o curso sobre o Simples Nacional

De acordo com o delegado do CRCRS de Tupanciretã, Antônio Carlos Borsa dos Santos, participaram do evento 13 profissionais, sete técnicos em contabilidade colaboradores de escritórios contábeis e quatro estudantes, da cidade e da região, que tiveram a oportunidade de atualizar informações sobre o Sistema do Simples Nacional.

Profissionais da contabilidade e estudantes de Ciências Contábeis participaram do curso

Profissionais da contabilidade e estudantes de Ciências Contábeis participaram do curso

Reflexões acerca do 20º Congresso Brasileiro de Contabilidade

Colegas técnicos, contadores, estudantes de Ciências Contábeis e usuários da Contabilidade, estamos diante de uma verdade inegável: a grandiosidade da Profissão Contábil.

20º Congresso Brasileiro de Contabilidade

20º Congresso Brasileiro de Contabilidade, de 11 a 14 de setembro de 2016, em Fortaleza/CE

A Contabilidade está atingindo patamares nunca antes imaginados para uma profissão que iniciou tímida, almejando espaço, regulamentação, representatividade, status e que hoje ostenta a marca de 40.420 profissionais no Estado do Rio Grande do Sul, 534.504 contadores e técnicos em contabilidade no País. O curso de Ciências Contábeis é o quarto curso mais procurado na graduação, girando em torno de 328.000 estudantes em todo o Brasil.

Uma profissão que neste ano completou 70 anos de regulamentação, mas que vem se reinventando periodicamente, a cada novo ciclo de inovações tecnológicas, legais e mercadológicas. A cada ciclo de mudanças, acompanhamos o desespero daqueles que profetizam o fim da Contabilidade, talvez revelando a própria incapacidade de lidar com as mudanças e se valorizar com elas, pois acredito na máxima de que “o que não nos mata, nos fortalece”.

Foi assim quando deixamos de ser “guarda-livros” para nos tornarmos “contabilistas”; foi assim quando, em 1945, foram criados os cursos superiores de Ciências Contábeis, rivalizando com um mercado até então dominado pelos técnicos em contabilidade e que, ao longo desses anos, conviveram pacificamente compartilhando prerrogativas e nichos de mercado.

A criação do curso superior de Ciências Contábeis provocou preocupações e a necessidade de ajustes que permitissem aos grupos dominantes à época a manutenção dos direitos adquiridos ao exercício da profissão, mas também trouxe uma dose de autoestima e status profissional sem precedentes. Adentrávamos ao campo das Ciências Sociais ostentando todos os requisitos necessários para tal façanha.

Desde o tempo em que a Contabilidade era uma profissão artesanal, rotineira e predominantemente masculina, já se discutia a necessidade de uma regulamentação que garantisse delimitação de mercado, credibilidade por meio de um padrão ético elevado e valorização profissional.

Estamos em 2016 e penso que, embora tenhamos muitas demandas para serem resolvidas, o saldo é positivo e temos mais a comemorar do que a lamentar.

Estamos diante de um modelo contábil de padrão internacional; a tecnologia aliada à inteligência artificial resolve a inserção e o armazenamento de dados nos sistemas; o surgimento de novos nichos de mercado permite aos profissionais focar em segmentos especializados e, com isso, alavancar negócios e resultados. Não somos mais meros escrituradores, somos protagonistas de uma área de conhecimento imprescindível para a gestão dos negócios e para o controle social.

A Educação Continuada e permanente firmou conceito entre os profissionais, impulsionada por plataformas de ensino a distância, e-books e outras modalidades alternativas de ensino-aprendizagem.

Atualmente, para ingressar na profissão, já não basta ter a formação, é preciso submeter-se a Exame de Suficiência, o que tornou o mercado mais seletivo e exigente. Há quem critique essas mudanças por julgá-las inconvenientes, corporativistas. Eu penso que são o diferencial de uma profissão que quer ocupar a vanguarda dos acontecimentos e mostrar seu valor à sociedade.

Pois bem, penso que estamos no caminho. Ao retornar de Fortaleza, onde estivemos participando do 20º Congresso Brasileiro de Contabilidade, algumas verdades ficaram ainda mais evidentes. Somos muitos, somos fortes e estamos fazendo a diferença.

A Economia precisa de nós, os empresários precisam de nós, o governo precisa de nós, e isso não é uma questão de reserva de mercado, é uma questão de competência, mobilização e organização classista. Somos uma profissão prestigiada, organizada e que se orgulha de pertencer às entidades que nos representam: Sistema CFC/CRCs, Sistema Sindical, Sistema Fenacon/Sescons.

Fizemos um ministro se retratar por nos ofender e fizemos a Rede Globo retificar uma informação que nos desmerecia perante a sociedade.

Em Fortaleza, somamos 7.500 participantes. Lotamos o maior Centro de Convenções do Ceará durante quatro dias de muito aprendizado, palestras, painéis, debates, workshops, fóruns segmentados, apresentações artístico-culturais, feira de negócios com 90 expositores, networking, temas nacionais e internacionais.

Nessa oportunidade foi possível ver o brilho no olhar de cada participante, ostentando além do seu crachá, o orgulho de ser um profissional da Contabilidade no seu maior evento. Sedentos por novidades, apreensivos, mas sem medo de encarar o futuro de frente, pois acreditam, assim como Charles Darwin, que “Num ambiente em constante mutação,  não são as espécies mais fortes que sobrevivem, nem as mais inteligentes, mas aquelas que estão mais aptas às mudanças”.

Que venha o 21º Congresso Brasileiro de Contabilidade!

ANA TÉRCIA LOPES RODRIGUES,
Vice-Presidente de Gestão do CRCRS.