Conselho de Contabilidade e Polícia Civil no combate ao crime ambiental

O presidente Antônio Palácios, acompanhado do diretor-adjunto João Victor Oliveira, esteve na Polícia Civil, em 30 de agosto, a convite da delegada Elisângela Reghelin, para tratar de assuntos que envolvem crimes ambientais. O convite se estendeu a representantes dos conselhos de Química, Biologia, Engenharia e Agronomia, Administração e Medicina Veterinária, que, também na presença do subchefe da Polícia Civil, Leonel Carivalli, e da titular da delegacia de Proteção ao Meio Ambiente Marina Goltz, discutiram possíveis ações em comum relacionadas a questões ambientais. Concordaram que, como primeiro passo, haveria a necessidade de elaboração de um termo de cooperação, no qual definisse a prestação do serviço técnico por parte dos conselhos e o efetivo policial de outro lado.

Para o presidente Palácios a iniciativa da Polícia Civil foi elogiável. Salientou a importância da interação entre agentes da polícia e a imensurável colaboração que os conselhos, com seus respectivos aspectos técnicos, são capazes de oferecer, também na prevenção e inibição dos crimes ambientais. Esse trabalho vai beneficiar sobremaneira a sociedade.

Elisângela disse que o principal objetivo que moveu a polícia a solicitar a colaboração dos conselhos de profissões regulamentadas foi o fato da polícia querer instrumentalizar a rede ambiental com técnicos agindo como suporte ao trabalho investigativo da polícia.

polícia civil