Seminário de Assuntos Contábeis propõe dia de debates aos profissionais da contabilidade de Santa Cruz do Sul

Palácios

Mais de 160 pessoas, entre profissionais e estudantes da área contábil, participaram, durante o dia 21 de outubro, do Seminário de Assuntos Contábeis que o CRCRS realizou em Santa Cruz do Sul, na Faculdade Dom Alberto. Manifestaram-se na cerimônia da abertura, enfocando a importância e a necessidade da constante atualização, o delegado regional do CRCRS em Santa Cruz do Sul, José Augusto Waechter; o presidente do Sindicato dos Contadores e Técnicos em Contabilidade do Vale do Rio Pardo, Valdir Bruxel; o vice-presidente do Sescon-RS, Jandir Dickel; o coordenador de Administração Tributária da Secretaria da Fazenda de Santa Cruz do Sul, Antônio Osório Gonçalves; o vice-presidente de Controle Interno do CRCRS, Paulo Comazzetto, na ocasião representando o presidente Antônio Palácios.

delegado

José Augusto Waechter

DSC_0111

Valdir Bruxel

DSC_0115

Jandir Dickel

DSC_0125

Antônio Osório Gonçalves

comazzetto

Paulo Comazzetto

Em seguida, o vice-presidente de Registro do CRCRS, Ricardo Kerkhoff, e o delegado da Receita Federal em Santa Cruz do Sul, Leomar Padilha, integraram o painel que propôs discussão em torno do tema: Cruzamento de Informações Fiscais, Econômicas e Financeiras: Responsabilidade do Profissional da Contabilidade. Dentre os tópicos abordados, foram detalhados quais os procedimentos efetuados com as informações recebidas dos contribuintes, além das vantagens do Sped, assim como punições para falsificação na escrituração e documentos, crime de sonegação fiscal e ordem tributária, entre outros.

leomar

Leomar Padilha

ricardo

Ricardo Kerkhoff

“A hora é agora: crise ou oportunidade para as organizações contábeis?” foi o tema da palestra que Rogério Rokembach, auditor independente, integrante do Conselho Consultivo do CRCRS, do Comitê Administrador do Programa de Revisão Externa de Qualidade, apresentou no Seminário.

Para Rogério, a acomodação é um empecilho para o crescimento das organizações contábeis.”Temos que conhecer outros escritórios e o cliente, saber o que está acontecendo, se informar. Ficar muito tempo no escritório não significa ganhar mais, significa não saber o que se passa ao redor.  Precisamos apresentar soluções e novos serviços aos clientes. Temos que inovar, mostrar e valorizar o nosso trabalho”, recomenda o auditor.

RR

Rogério Rokembach

Dando prosseguimento ao Seminário de Assuntos Contábeis de Santa Cruz do Sul, o presidente Antônio Palácios proferiu algumas palavras aos participantes, salientando a importância da profissão contábil e necessidade de valorização do profissional. Apontou gestão como palavra-chave, atualmente e finalizou, afirmando que a Contabilidade é uma ferramenta que tem muito a contribuir para o crescimento do País.

Palácios

Antônio Palácios

Logo após, a vice-presidente de Gestão, Ana Tércia Rodrigues, falou aos profissionais e estudantes sobre “Ética: do discurso à prática”. Traçou um rápido paralelo da contabilidade praticada há alguns anos e a atual. Enfatizou a mudança de paradigma e propôs reflexão: de como manter sucesso e longevidade para a carreira profissional, senão baseada na ética? E Perguntou ainda: O que é uma boa ética? Ela responde: Aquilo que nos ajuda a tornar melhor as decisões que vão fazer diferença no dia a dia, que vão diminuir os riscos da atividade.

Ana afirmou que credibilidade e confiança são inversamente proporcionais a incertezas e riscos.

tercia

Ana Tércia Rodrigues

A última palestra do evento, tratou do “Programa de Integridade Corporativa: Sob a Ótica da Contabilidade”, com o contador Ernani Baier, pós-graduado em Sistemas de Informações, Negócios Internacionais e Controladoria. Ernani citou como consequências da falta de integridade a competição injusta, preços superfaturados e má reputação. Como parte do programa de integridade, mencionou a necessidade de análise e gestão de risco do negócio e apresentou os parâmetros da integridade.

Ernani fez uma explanação também  sobre situações que geram punições na legislação brasileira e em outros países, como Estados Unidos e Inglaterra.ernani Doação de alimentos

Como ocorre em todos os eventos realizados pelo CRCRS, no Seminário de Assuntos Contábeis de Santa Cruz do Sul também foi solicitado aos participantes a doação de alimento não perecível. Na oportunidade, foram arrecadados 135 quilos de alimentos, que o presidente Antônio Palácios e a vice-presidente Ana Tércia entregaram ao presidente do Banco de Alimentos, Valdir Bruxel.

alimentos

José Augusto Waetcher, Ana Tércia Rodrigues, Antônio Palácios e Valdir Bruxel