Seminário Contabilidade do Setor Cooperativo atrai grande público

O Seminário Contabilidade do Setor Cooperativo reuniu cerca de 140 profissionais e estudantes de contabilidade, nesta sexta-feira, 18 de agosto, no auditório Escoop da Faculdade de Tecnologia do Cooperativismo, em Porto Alegre. O evento foi realizado pelo CRCRS, por meio da Comissão de Estudos de Contabilidade do Setor Cooperativo e com apoio do Sistema Ocergs-Sescoop/RS.

IMG_2587

IMG_2600

O contador Aristeu Costa dos Santos, coordenador da Comissão de Estudos do setor Cooperativo deu início ao Seminário

O contador José Máximo Daronco, também integrante da Comissão de Estudos de Contabilidade do Setor Cooperativo, falou em nome do presidente do Sistema Ocergs-Secoop/RS, Vergílio Persius, destacando a importância do seminário para o debate dos principais temas da área contábil no setor cooperativo.IMG_2603_REDUZIDA

O vice-presidente de Registro, Ricardo Kerkhoff, que representou o presidente Antônio Palácios, destacou o papel das Comissões de Estudos do CRCRS. Segundo ele, as comissões contam com a contribuição voluntária dos profissionais que discutem temas específicos das diferentes áreas da contabilidade, com vistas a qualificar os pleitos da classe contábil.IMG_2619

No painel ICPC 14 – Cotas de cooperados em entidades cooperativas e instrumentos similares, o debatedor José Daronco atualizou informações sobre o assunto e ressaltou que a publicação da nova norma será precedida por um período em torno de 30 dias de audiência pública. O contador e administrador de empresas Dorly Dickel, também integrante da Comissão de Estudos de Contabilidade do Setor Cooperativo, foi o primeiro painelista a falar. Entre outros aspectos, ele abordou a classificação do capital social e a possibilidade de sua reclassificação, caso vingue a ICPC 14. Já a contadora Paola Richter Londero, professora, doutoranda em Controladoria e Contabilidade, lembrou que a discussão sobre a ICPC 14 estende-se desde o ano de 2004, e trouxe informações sobre o cenário internacional, no qual a preocupação está focada no impacto da norma e a busca de possíveis soluções.IMG_2641

Na segunda metade da manhã, o contador Ciro Weber, membro da Comissão de Estudos de Contabilidade do Setor Cooperativo do CRCRS, ministrou palestra sobre Análise de Riscos X Qualidade da Informação Contábil, destacando a importância de um sistema de avaliação de risco capaz de assegurar consistência às informações contábeis.IMG_2720

O presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS agradeceu aos presentes e a iniciativa do grupo e do CRCRS em promover o Seminário e deu início a segunda parte do evento. Na palestra Aspectos Polêmicos da Tributação das Sociedades Cooperativas, com o advogado Rafael Lima Marques, foram abordados os diversos pontos que chamavam a atenção no projeto de lei. Marques afirmou  que para atender a essas novas regras, é preciso se previnir. “A melhor forma é as entidades constituírem áreas de compliance, com profissionais capacitados. Se houver alguma questão a se discutir, buscar fontes confiáveis. Não deixar para depois”, concluiu o advogado.

Advogado Rafael Lima Marques

Advogado Rafael Lima Marques.

No painel EDF-Reinf, com a auditora-fiscal da Receita Federal, Alexsandra Basso, foi mostrado o novo formato da plataforma de envio de informações e explicou as mudanças que os profissionais terão que se adaptar. “A partir do dia 1º de janeiro de 2018, caso o faturamento da pessoa jurídica no ano de 2016 tenha sido superior a 78 milhões de reais, deve ser cumprida a obrigação prevista no caput. Caso o faturamento tenha sido inferior a este valor, deve-se observar a data de envio a partir do dia 1º de julho de 2018.”

Alexsandra também ressaltou que a EFD-Reinf deverá ser transmitida ao Sped mensalmente até o dia 20 do mês subsequente ao que se refira a escrituração, observado o disposto no parágrafo único do art. 2º (IN 1701/17).

Audita-fiscal da Receita Federal, Alexsandra Basso

Auditora-fiscal da Receita Federal Alexsandra Basso

Além das palestras, o público também acompanhou o sorteio de dez exemplares do livro “Impacto Econômico e Social das Cooperativas Agropecuárias: Evidenciação pela Demonstração do Valor Adicionado”, da autora Paola Richter Londero, que foram entregues aos contemplados.