Receita Federal ressalta informação sobre qualificação cadastral

Observações sobre a Consulta ao Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS):

Na fase inicial do eSocial, o sistema não usará a validação do NIS (Número de Identificação Social) para impedir o recebimento dos eventos transmitidos, ou seja, serão feitas as validações do CPF e do NIS, mas uma divergência no cadastro do trabalhador no CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) não impedirá o recebimento do evento no sistema. Será gerado, neste caso, uma mensagem indicando pendência na validação do NIS. É importante reforçar que, mesmo que a restrição não impeça a transmissão do evento de admissão, a divergência apontada deve ser sanada.

Para realizar a Consulta a Qualificação Cadastral (CQC), on-line ou em lote, e o envio de eventos no eSocial, os nomes devem ser informados sem caracteres numéricos e/ou especiais, assim como não devem conter acentuação. O sistema de folha deve ser ajustado para essas regras, se necessário. Se houver nome com alguma configuração não reconhecida pela CQC, a empresa deverá cadastrar pedido no suporte eSocial, em Contato, Empresas, Qualificação Cadastral.
Fonte: Superintendência da Receita Federal na 10ª RF