Fórum Societário debate dissolução e liquidação de sociedades e Junta Comercial digital

O Fórum Societário, evento realizado pelo CRCRS e Sescon-RS, em 9 de agosto, atraiu um grande público, em função da programação específica e qualificada apresentada. Os temas abordados pelos palestrantes foram referentes à dissolução e liquidação de sociedades empresariais, apuração de haveres e Junta Comercial digital.

Na abertura do evento, o vice-presidente de Registro, Juliano Abadie, e o diretor de Educação do Sescon-RS, Marcelo Vidal, salientaram importância dos eventos resultantes da parceria entre as entidades para a classe contábil, que é capaz de englobar todos os segmentos da contabilidade.

Juliano Abadie

societário

Marcelo Vidal

“Dissolução e liquidação de sociedades empresárias e apuração de haveres” foi o tema da palestra do presidente da Comissão de Direito Empresarial da OAB-SP, Fernando Brandariz, que discorreu sobre exclusão judicial de sócio, ingresso ou não dos herdeiros dos sócios, liquidação de quota do sócio excluído, dissolução parcial e total, apuração de haveres do sócio excluído e responsabilidade dos herdeiros.

societário

Brandariz ressaltou a importância do contrato social, no sentido de conter cláusulas claras e inteligíveis que evitem litígios judiciais.

Fernando Brandariz

“Se os sócios não lerem e não compreenderem as cláusulas dos contratos sociais que assinarem, poderão ter diversos problemas com o sócio ou com os herdeiros do sócio”, alerta o palestrante.

O analista do Registro de Comércio da Jucis-RS, Sílvio Ramão, discorreu sobre a Junta Comercial digital, apontando, entre outros, os requisitos do sistema, as instruções básicas de preenchimento de informações no Portal da Jucis-RS.

Sílvio Ramão

“O registro digital traz consigo uma série de facilidades. Somente o domínio do uso da ferramenta já traz grande vantagem aos profissionais, na medida em que diminui erros e acelera o processo. Mas, se associarmos às questões societárias envolvidas, podemos ampliar a possibilidades de soluções oferecidas ao cliente. Por isso, esse debate se torna tão importante aos contadores. Todos os órgão envolvidos com registro e licenciamento de empresas estão empenhados em desburocratizar os processos”, explica Ramão.

Finalizando o evento, os palestrantes reuniram-se para responder às perguntas do público, tanto os presentes quantos os que assistiram o fórum on-line. A medição do painel foi da contadora Ana Paula Mocelin, integrante da Comissão de Estudos das Organizações Contábeis do CRCRS e diretora de Assuntos Jurídicos do Sescon-RS.