CRCRS prestigia assinatura de termo de transferência de arquivos físicos da Jucis-RS para BAGERGS

O vice-presidente de Registro, Juliano Abadie, prestigiou, na manhã de hoje, a cerimônia de assinatura de termo de locação que transfere a guarda dos arquivos físicos da Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul (Jucis) para a Banrisul Armazéns Gerais (BAGERGS). Além do presidente da Jucis-RS, Flávio Koch, do vice-presidente Sauro Martinelli, e do diretor-presidente da BAGERGS, Mário Bernd, também participou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Ruy Irigaray.

Juliano Abadie, vice-presidente de Registro do CRCRS; Sauro Martinelli e Flávio Koch, vice-presidente e presidente da Jucis-RS; Mário Bernd, diretor-presidente da BAGERGS; e Ruy Irigaray, secretário estadual do Desenvolvimento Econômico e Turismo

Assinatura do termo de locação entre Jucis-RS e BAGERGS

A medida mais do que apenas mudar o endereço dos arquivos físicos, vai conferir maior segurança ao armazenamento dos documentos. Atualmente, os registros em papel estão guardados em dois andares, na sede da Jucis-RS, no Centro Histórico da Capital. “Além da redução do custo que representa a liberação desse espaço, a transferência também vai mitigar riscos à segurança da integridade dos dados, bem como das pessoas, no caso de um incêndio, por exemplo”, explica o o vice-presidente do CRCRS, Juliano Abadie, que também é vogal da Junta Comercial.

Hoje, cerca de cinco anos após o início do processo de digitalização de documentos, a Jucis-RS opera exclusivamente em ambiente digital, o que também alterou o cenário dos locais de trabalho. A grande quantidade de armários cheios de arquivos de papel deu lugar aos computadores, tornando as salas mais amplas e arejadas.

Armazenamento dos arquivos físicos no prédio da Jucis-RS

Ambiente de trabalho a partir da operação com documentos digitais