CRCRS apresenta sugestões ao projeto Descomplica RS

Em 13 de março, a vice-presidente Técnica, Nádia Grasselli, representou o Conselho de Contabilidade do RS (CRCRS), em reunião, realizada na sede do Sebrae, sobre o projeto de Desburocratização e Empreendedorismo do RS (Descomplica RS). Na oportunidade, Nádia apresentou algumas reivindicações da classe contábil que visam beneficiar o empreendedorismo no Estado.

Algumas das sugestões centraram-se na possibilidade de efetuar o pagamento da GIA em qualquer banco, não somente no Banrisul; fazer por meio digital a correção da Guia Nacional de Recolhimentos de Tributos Estaduais (GNRE), assim como o processo de doação cota de capital de um sócio para outro.

Conforme a vice-presidente, mesmo nos dias de hoje, ainda há muito trabalho manual nos processos, como, por exemplo, o de alterar o contrato de uma empresa – trabalho que não é digital e exige tempo no preenchimento do formulário. Atualmente, a gente não admite mais esse tipo de trabalho”, completa a vice-presidente.

O projeto Descomplica RS visa, basicamente, minimizar a burocracia com vistas a incentivar o empreendedorismo, gerando, assim, mais oportunidade de emprego. Na tentativa de identificar possíveis gargalos administrativos desnecessários no processo de abertura e fechamento de empresas, o Descomplica RS convidou o CRCRS para colaborar com sugestões e opiniões.

Vice-presidente Técnica, Nádia Emer Grasselli, discutindo pontos importantes da desburocratização com a analista de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do Sebrae RS, Claudia Cittolin, e os consultores do Instituto Desburocratizar (iDESB) André Rosilho e Felipe Gaspari, no Sebrae RS