Debate sobre Desafios do CRCRS Mulher – Protagonismo e Diversidade na Profissão Contábil inaugura nova série do CRC ao vivo com Você

O CRC ao vivo com Você, desta quarta-feira, reuniu a presidente Ana Tércia, a coordenadora da Comissão CRCRS Mulher, Aline Gauer, e a vice-presidente de Relações com os Profissionais, Elaine Strehl, para debater os Desafios do CRCRS Mulher – Protagonismo e Diversidade na Profissão Contábil. O encontro inaugurou uma nova fase da live: a partir de agora, a cada semana, um coordenador de uma das Comissões de Estudos do Conselho será convidado para falar sobre temas pertinentes ao seu segmento.

Nesta edição, a presidente Ana Tércia salientou o papel da mulher frente a alguns dos desafios que se apresentam atualmente na profissão contábil, como a diversidade no ambiente corporativo, o exercício da inclusão e as questões étnicas e de gênero. “Ainda é importante discutir protagonismo feminino para que se  construa um ambiente cada vez mais acolhedor e inclusivo, sem excluir quem for considerado ‘fora do padrão’. Não há mais lugar para discriminação de nenhum tipo e essa tem sido uma das preocupações do Conselho”, afirma.

Outro aspecto tratado foi o papel das comissões que não são técnicas, como CRCRS Mulher e CRCRS Jovem. De acordo com a presidente, essas comissões são verdadeiras incubadoras de talentos, de lideranças. Prova disso é que, desde que as comissões foram criadas, em todas as gestões, houve integrantes que se tornaram conselheiros do CRCRS. “Na profissão contábil, o conhecimento técnico é essencial, porém, é preciso desenvolver, simultaneamente, as demais competências, em especial, de liderança. Sem liderança não iremos a lugar algum”, assegurou Ana Tércia.

A relevância do conhecimento técnico é indiscutível. Contudo, para a coordenadora Aline Gauer, é preciso, igualmente, considerar dois outros fatores: a diversidade, que contribui para o enriquecimento da profissão, e a tecnologia, fundamental para a prática da sororidade, do acolhimento e da aproximação entre as pessoas com vistas à realização de projetos. “Na Comissão CRCRS Mulher, são 12 integrantes com culturas diferentes e essa diversidade contribui para o engrandecimento das ações da Comissão e para o desenvolvimento de projetos importantes para a profissão”, disse. Aline lembrou, ainda, que, em 70 anos, pela primeira vez, o CRCRS conta com uma mulher na presidência, o que é uma inspiração para todas as profissionais da contabilidade.

Para a vice-presidente Elaine Strehl, uma das diferenças da presença feminina, hoje, na profissão contábil, é que as mulheres aceitam prontamente os desafios que se apresentam. “Não se trata mais de competir com os homens, mas, sim, de caminharmos lado a lado. O que importa é a vontade de cada um de aprender, de tomar decisões e irmos nos construindo, sem medo, com coragem”, garantiu.

Também sobre diversidade, a presidente Ana Tércia contou que tem sido questionada por profissionais negros sobre quando será realizado um debate a respeito da questão racial na profissão contábil. Mais um desafio que se apresenta!

Assista na TV CRCRS – youtube, o CRC ao vivo com Você na íntegra.