“Mulheres de Sucesso: na vida e na Contabilidade” estreia na TV CRCRS

Esta quinta-feira, dia 5 de novembro, foi marcada por mais uma estreia na TVCRCRS, no YouTube. No primeiro episódio da série “Mulheres de Sucesso – na Vida e na Contabilidade”,  a coordenadora da Comissão CRCRS Mulher, Aline Gauer, conversou com a conselheira do CRCRS Cristiane Teresinha Domingues de Souza, que se emocionou por se homenageada como a pioneira a participar do projeto, que tem como objetivo valorizar a mulher contabilista, por meio de histórias de vida de profissionais destacadas. Ela parabenizou a Comissão pela iniciativa, com foco no empreendedorismo, na liderança e na diversidade social – cultural, étnica e de gênero – e se disse honrada em ter sido escolhida para ajudar a dar visibilidade a milhares de mulheres que fazem parte da área contábil.

A paixão pela Contabilidade nasceu cedo, aos 15 anos de idade, ainda durante o primeiro emprego, quando foi convidada pelo auditor da empresa em que trabalhava a colaborar com o balanço. Curiosa, perguntou o que fazia um auditor e, quando lhe explicaram, a escolha foi imediata: “é essa a profissão que quero seguir!”, decidiu Cristiane. Na época, cursava o ensino médio, mas, sete anos depois, apoiada pelo profissional que lhe serviu como primeira inspiração, ingressou na graduação de Ciências Contábeis, na PUC-RS. Daí para a frente, o currículo se ampliou na proporção dos sonhos e objetivos. “Eu sonho grande, sempre sonhei grande, e sou positiva, invariavelmente, na certeza de que vou atingir meus objetivos”, afirmou a contadora, que atua como gerente administrativo-financeira de uma fundação; é palestrante e professora universitária; consultora na área de gestão financeira para micro e pequenas empresas e traz, dentre outras formações, a de mestre em Economia e MBA em Controladoria, pela UFRGS, e especialista em Contabilidade – Planejamento Tributário, pela Unifin, além de ser estudante de Filosofia.

O apoio da família, de um amigo contador e a convivência com colegas que serviram de exemplo profissional e ético foram parte importante da formação e impulsionam Cristiane a incentivar outras pessoas a seguirem na profissão.

Entre os desafios enfrentados ao longo da carreira, um grande obstáculo foi, e ainda é, o racismo. Sobre essa questão, a contadora considera que “só sabe o que é preconceito quem sente. Quem não sente, imagina, pensa como é, mas, não sabe.” Como exemplo, contou uma situação que, segundo ela, poderia tê-la levado a desistir do sonho de ser contadora. No final dos anos 90, foi indicada por um colega para uma vaga de auditor. Concorreu e chegou à última etapa do processo seletivo – uma entrevista conduzida pelos dois sócios da empresa. “No final, eles me disseram com todas as letras que não poderiam me contratar, porque eu não poderia atender todos os clientes deles. Então, eu não fui selecionada. Isso me doeu profundamente, porque era um sonho que não poderia se realizar. Embora eu tivesse ido muito bem no processo seletivo, o meu fenótipo não permitia que eu fosse a pessoa escolhida para aquela atividade”, descreveu Cristiane. Contudo, romper paradigmas é um dos hábitos dessa mulher, que já enfrentou diversas situações de discriminação, sem abrir mão de ir em frente, em busca das metas estabelecidas – um exemplo inspirador.

O primeiro programa da série “Mulheres de Sucesso – na Vida e na Contabilidade” está na TV CRCRS, no YouTube. Imperdível!