Em debate, “A Contabilidade contribuindo com a gestão do Agronegócio”

Os reflexos da contabilidade gerencial nos negócios do setor primário e o papel do profissional contábil na área rural foram alguns dos tópicos abordados no CRC ao vivo com Você, realizado em 16 de dezembro. O tema “A Contabilidade contribuindo com a gestão do agronegócio” pautou o debate entre o conselheiro do CRCRS Marcos Volnei dos Santos, a coordenadora da Comissão de Estudos de Contabilidade do Setor do Agronegócio, Iara Remedi Farias, e o conselheiro Marcelo de Barros Dutra.

As atividades do setor primário movem um dos principais motores da economia nacional. O conselheiro Marcelo Dutra lembrou que o agronegócio é “responsável por cerca de 20% do PIB nacional e 43% das exportações do País, emprega um de cada três brasileiros economicamente ativos e mantém a balança comercial no positivo, principalmente, com o Brasil fornecendo alimentos para o mundo”. O crescimento do setor, em relação a 2019, já é de 6,75%, informou o conselheiro Marcos Volnei.

A coordenadora da comissão, Iara Farias, enfatizou que o agronegócio é uma das molas mestras da economia do Estado e, ano a ano, cresce não só em produtividade como em inovação.

A Contabilidade está em expansão no âmbito das atividades rurais. Iara Farias, que atende empresas familiares que já estão na terceira geração, percebe um avanço da compreensão sobre a importância de organizar as informações que permitem acompanhar custos de produção e, consequentemente, ter um melhor planejamento. “Essa evolução é maior entre os clientes mais jovens”, constata a coordenadora. Um dos fatores capaz de contribuir para esse melhor entendimento da importância da Contabilidade como ferramenta de gestão são as apresentações dos números aos produtores rurais, por meio de gráficos e planilhas de dados. Para Marcelo Dutra, a demonstração ajuda na gestão da propriedade, propiciando uma visão do negócio como um todo, o que permite tomar as melhores decisões para o futuro – como, por exemplo, os períodos mais adequados para a busca de crédito para custeio, quando for o caso.

“O papel do profissional da contabilidade no agronegócio é transformar o produtor rural em gestor do seu empreendimento”, afirmou o conselheiro Marcos Volnei. Segundo ele, essa metamorfose deve ocorrer por meio da análise adequada dos números,  capaz de fazer o cliente ultrapassar a barreira de entender a contabilidade como obrigação e passar a percebê-la como uma necessidade. Acostumada à resistência que ainda persiste entre vários produtores, que seguem vendo a contratação do profissional contábil como custo quando, na verdade, se trata de um investimento essencial, Iara Farias falou da importância de construir uma relação de confiança com o produtor rural. “É interessante visitar a propriedade, trazer o cliente ao escritório, conhecer o empreendimento e manter com ele uma interação próxima”, afirmou ela. O uso de uma linguagem menos hermética, sem tantos termos técnicos da contabilidade e adequada à compreensão ampla, mesmo para quem é leigo no assunto, é outro fator de aproximação com esse perfil de cliente, ressaltou o conselheiro Marcelo Dutra.

A Contabilidade como instrumento de organização das informações da propriedade para diferentes usuários e os instrumentos de fiscalização da Receita Federal  sobre a atividade rural também estiveram entre os Tópicos analisados na live, que está disponível na TV CRCRS, canal do YouTube.