Empresária e escritora best-seller palestra na Conferência Interamericana de Contabilidade (CIC)

Ícone multidisciplinar na América Latina nas áreas de negócios, tendências e inovação, a palestrante Martha Gabriel participou da Conferência Interamericana de Contabilidade (CIC) na tarde desta quarta-feira, dia 20.

Martha é autora dos best-sellers “Marketing na Era Digital”, “Educar: A (R)Evolução Digital na Educação” e “Você, Eu e os Robôs”. Além disso, ela é consultora, professora de Inteligência Artificial, Futurista pelo IFTF (Institute For The Future) e palestrante em 6 TEDx e keynote internacional.

O tema da palestra ministrada hoje no CIC foi “O Líder Digital”, que abordou a disseminação de tecnologias na sociedade e como isso tem impactado a humanidade em uma velocidade sem precedentes na história. “Essa aceleração em todas as áreas do conhecimento tem causado mudanças constantes no cotidiano e, como consequência, nos deparamos com oportunidades e desafios inéditos todos os dias”, explica Martha.

Nesse contexto, uma das principais habilidades que as empresas e indivíduos precisam ter para sobreviver e ter sucesso é a capacidade de inovar. Assim, a palestrante falou sobre a inovação como metodologia e estratégia, pessoal e empresarial, além de trazer para um debate o tema da criatividade, que é uma área intimamente conectada ao assunto.

A empresária instigou o público a pensar sobre o que é preciso fazer, especificamente na área de contabilidade, para inovar. “Hoje, no mundo, existem poucos lugares que ensinam como fazer para criar o que não existe, criar o novo”, disse.

Segundo ela, o mercado digital tem outras engrenagens, muito diferentes das que estávamos acostumados nas últimas décadas. “O que devemos nos perguntar sempre é: será que a nossa empresa está aproveitando ao máximo o que está disponível neste mercado atual?”, provoca a autora.

Durante a palestra os participantes puderam acompanhar diversos cases apresentados por Martha para ilustrar os conceitos discutidos sobre inovação. “Atualmente, a mudança e a inovação digital são constantes e acontecem em um ritmo muito acelerado. Entre 2000 e 2010 nós mudamos a nossa vida e, de 2010 para 2020, mudamos mais ainda. Mas o ritmo continua acelerando e precisamos nos acostumar. Portanto, não se consegue resolver problemas novos com fórmulas antigas e é necessário criar soluções novas, constantemente”, encerrou Martha Gabriel.

Por Carol Veiga – Comunicação CFC