Dia D: evento para debater proposta de mudança da matriz curricular do curso de Ciências Contábeis

Este 24 de maio foi o “Dia D da Educação Contábil”. Pela manhã, em todo o País, representantes de entidades contábeis e profissionais participaram da ampla discussão, promovida pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC), sobre proposta de alterações na matriz curricular dos cursos de graduação em Ciências Contábeis, instituída pela Resolução CNE/CES nº 10, de 16 de dezembro de 2004.

O debate, o mais abrangente, desde 1945, quando o curso foi criado, prossegue, em Audiência Pública, até 31 de maio, para contribuições, na plataforma Participa + Brasil.

A minuta propositiva de mudanças, apresentada na plataforma, foi elaborada pela Comissão Nacional de Educação Contábil, do CFC, sob a coordenação da presidente da Abracicon, Maria Clara Cavalcante Bugarim (AL), com as participações de Elias Dib Caddah Neto (PI), coordenador-adjunto; Alexandre Sanches Garcia (SP); Editinete André da Rocha Garcia (CE); Marco Aurélio Gomes Barbosa (RS); Oscar Lopes da Silva (MG); Roberta Carvalho de Alencar (CE); Roselane Moita Pierot Magalhães (PI); e Sonia Maria da Silva Gomes (BA). O grupo, formado por integrantes de diferentes estados, deverá refletir as diferentes realidades do País nas sugestões apresentadas.

A proposta receberá, ainda, contribuições das IES, coordenadores e professores do curso de Ciências Contábeis dos 27 estados da federação, por meio dos Conselhos Regionais de Contabilidade, bem como de todos os profissionais interessados, levando em conta a necessidade de adequação do curso de graduação em Ciências Contábeis à nova realidade do mercado. Na sequência, caberá à Comissão Nacional de Educação Contábil elaborar uma nova versão do documento, que será encaminhado ao MEC.

No Rio Grande do Sul, o Conselho Regional de Contabilidade (CRCRS) realizou painel on-line sobre a minuta propositiva de alteração da Resolução CNE/CES nº 10, de 16 de dezembro de 2004. A explanação do tema ficou a cargo do professor Marco Aurélio Barbosa, vice-presidente Técnico do CRCRS, com apresentação da vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do CRCRS, Patrícia Arruda, e  moderação do coordenador da Comissão de Estudos de Acompanhamento do Ensino Superior do CRCRS, Clóvis Kronbauer,

Na abertura, além do presidente do CRCRS, Márcio Schuch Silveira, manifestaram-se os presidentes do Sescon-RS, Flávio Ribeiro Jr.; do Sescon Serra Gaúcha, Osmar Tomielo da Rocha; e da Fecontábil, Fernando Spiller; além do vice-presidente Técnico do Regional e integrante da Comissão Nacional de Educação Contábil do CFC, Marco Aurélio Gomes Barbosa, que ministrou palestra sobre a minuta, que segue em Audiência Pública até 31 de maio.

Ao falar acerca do processo de alteração das diretrizes curriculares, o presidente do CRCRS, Márcio Schuch Silveira, destacou o trabalho desenvolvido pelo Sistema CFC/CRCs e demais entidades contábeis de todo o País, que estão trabalhando, irmanadas, para que as mudanças no ensino de Ciências Contábeis reflitam, cada vez mais, na excelência dos profissionais.

“Temos atuado além das restritas prerrogativas de cada entidade contábil, porque o propósito maior de todos nós é garantir que a sociedade tenha acesso a profissionais qualificados. É preciso, sim, que os profissionais sejam fiscalizados, mas que também lhes sejam proporcionadas oportunidades de melhorarem seus conhecimentos. Dessa forma, a discussão da proposta de mudança da diretriz curricular, que é uma resolução do MEC, torna-se mais uma frente na qual o sistema CFC/CRCs passa a atuar, em prol da valorização da profissão contábil. Não temos dúvida de que, com o nosso trabalho político-institucional, o resultado desse debate, que será submetido ao MEC, passará a ser reconhecido como a voz da classe contábil”, afirmou Márcio Schuch Silveira.

O presidente do CRCRS lembrou, ainda, que, de acordo com o secretário do Ensino Superior do Ministério da Educação, Vagner Vilas boas de Souza, a profissão contábil está entre as quatro profissões mais procuradas e com maior número de alunos matriculados, no País, atrás, apenas, dos cursos de Pedagogia, Administração e Direito.

Em sua exposição, o vice-presidente Técnico do CRCRS, Marco Aurélio Gomes Barbosa, explicou que a minuta propositiva de alteração da Resolução CNE/CES nº 10, de 16 de dezembro de 2004, que está em discussão, foi elaborada a partir de contribuições das IES, coordenadores e professores do curso de Ciências Contábeis dos 27 estados da federação, por meio dos Conselhos Regionais de Contabilidade, levando em conta a necessidade de adequação do curso de graduação em Ciências Contábeis à nova realidade do mercado.

Ao citar a proposta do CFC, Marco Aurélio observou que esse é o debate mais profundo e mais democrático já ocorrido, em 77 anos de criação dos cursos de Ciências Contábeis.

“Essa discussão abriu espaço para que todos participem. Isso é fruto de um grande trabalho, que começou, no CFC, com o presidente Zulmir Breda, e seguiu com o presidente Aécio Prado Dantas Júnior, com a participação da presidente da Abracicon, Maria Clara Cavalcante Bugarim. Foram essas as pessoas que iniciaram o diálogo com o Ministério da Educação, em um movimento inédito no nosso ensino como um todo”, salientou o vice-presidente Técnico do CRCRS.

Segundo Marco Aurélio, as alterações têm por objetivo muito mais do que simples ajustes de currículo, visam a transformações profundas nas bases educacionais, propiciando uma verdadeira mudança de paradigma, capaz de atender ao novo e dinâmico cenário no qual estarão inseridos os profissionais da contabilidade do futuro próximo. Para formar contadores e contadoras capazes de enfrentar uma realidade que envolve desde a complexidade dos negócios, impactados pelas mudanças climáticas, pelo governo eletrônico e pela revolução tecnológica, dentre outros desafios, a proposta aponta a necessidade de uma educação contábil baseada em competências, que seja holística, transformadora, inter e transdisciplinar; que conecte aprendizagens formais e informais, seja interativa e centrada no estudante.

As sugestões para a proposta que está em audiência pública deverão ser encaminhadas, até 31 de maio, para a plataforma Participa + Brasil. Clique no link e contribua para melhorar a educação em Ciências Contábeis!

O evento Dia D da Educação Contábil está disponível na TV CRCRS. Confira!

Clique aqui para acessar a apresentação do palestrante sobre a “Proposta de alteração da Resolução CNE/CES nº 10, de 16/12/2004, que institui as Diretrizes Curriculares nacionais para o curso de Graduação em Ciências Contábeis, o que mudar?”