Um novo ciclo para um profissional da contabilidade em transformação

No dia 27 de maio, o Sistema CFC/CRCs completa mais um ano de existência. São 76 anos de trabalho incansável e abnegado em favor da classe contábil. Ao todo, somamos mais de sete décadas de caminhada, acompanhando a construção e o desenvolvimento do mercado e da economia e, principalmente, lutando pela evolução da Contabilidade brasileira.

Este novo ciclo que se inicia nos coloca diante de novas perspectivas e nos impulsiona a caminhar ao encontro da busca constante pelas mudanças e pelas melhorias que nos levam à excelência.

Guiados por esse olhar, estamos trabalhando, intensamente, em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal (DF) no desenvolvimento de uma proposta de alteração da Resolução CNE/CES n.º 10, de 16 de dezembro de 2004. Essa norma institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Ciências Contábeis, bacharelado, e guia as Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras. Esse projeto visa alinhar a formação dos futuros contadores à realidade e às demandas do mercado.

Pensando na construção de uma nova mentalidade, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) está envolvido com a criação do Comitê Brasileiro de Pronunciamentos de Sustentabilidade (CBPS). A iniciativa é voltada para a adoção de regras de divulgação de informações sobre ESG, sigla em inglês para ambiental, social e governança. A temática da sustentabilidade não é um tema do futuro. É uma pauta do presente e precisa fazer parte do dia a dia da Contabilidade. O pensamento coletivo deve nortear as nossas ações.

O olhar cuidadoso para aqueles que estão ao nosso redor está intimamente relacionado à sustentabilidade. Como profissionais da contabilidade, temos diferentes meios de contribuir para o desenvolvimento sustentável de nosso país. Nesse sentido, o Sistema CFC/CRCs vem trabalhando intensamente no incentivo e na divulgação da destinação de parte do Imposto de Renda da Pessoa Física para os Fundos da Criança e do Adolescente e para os Fundos do Idoso. Uma das ações referentes a esse trabalho foi o estabelecimento da parceria entre o CFC e a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) voltada para a difusão desse assunto.

A sustentabilidade também se materializa por meio da democracia e os profissionais da contabilidade têm papel importante nesse processo. Isso porque a assinatura dos contadores é obrigatória nas prestações de contas eleitorais, garantindo mais transparência ao processo. Nesse contexto, o CFC realizará, neste ano, o Seminário Nacional de Prestação de Contas Eleitorais. O evento será gratuito e acontecerá de forma híbrida – presencial e virtual, com transmissão ao vivo. Esse encontro formará multiplicadores de todo o Brasil, que, em seguida, levarão os conhecimentos adquiridos aos seus estados.

Seguindo o trabalho de fortalecer a nossa classe, também manteremos diálogo próximo com instituições de interesse da Contabilidade. Dessa forma, continuaremos a apresentar as nossas demandas e sugestões que contribuam para o cumprimento das obrigações tributárias e para o desenvolvimento das empresas e da economia brasileira.

Aliado a isso, sabemos da relevância da tecnologia para a entrega de nossas atividades e, assim, nosso Sistema estimula e apoia a absorção das soluções digitais na vida contábil. Ao mesmo tempo, incentivamos a nossa classe a utilizar o grande volume de dados, que estão ao nosso dispor hoje, em benefício da prática da Contabilidade mais estratégica.

Que nesse novo ciclo percebamos, definitivamente, que somos consultores de negócios, assessores e aliados dos negócios brasileiros e agentes do desenvolvimento sustentável. Sem dúvida, nós fazemos a diferença e o CFC e os CRCs atuarão sempre para proteger e engrandecer a profissão contábil. O Sistema CFC/CRCs continuará trabalhando com foco, amor e integridade para que a Contabilidade seja ainda mais reconhecida como essencial para o Brasil.

Aécio Dantas, presidente do CFC