Importância da capacitação dos profissionais da contabilidade é reforçada na abertura do Conexão Contábil Sul

O Conexão Contábil, edição Sul, foi iniciado na tarde desta terça-feira (30/8). O evento, realizado pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e pelo Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRCPR), reúne mais de 1.800 participantes nos formatos presencial e a distância. A parte física acontece na sede do CRCPR, localizada em Curitiba/PR. Para aqueles que optaram em acompanhar ao evento no modelo virtual, é possível assistir às palestras pela plataforma Zoom, para inscritos, ou pelo canal do CFC no YouTube, para o público em geral.

Durante a solenidade de abertura, o presidente do CRCPR, Laudelino Jochem, deu as boas-vindas ao público e, em seguida, a presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina (CRCSC), Marisa Luciana Schvabe de Morais, ressaltou o empenho dos Regionais do Sul para oferecer um excelente evento ao público.

O presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRCRS), Márcio Schuch Silveira, fechou os discursos dos Regionais sediados no Sul do país. O contador celebrou o evento e falou sobre os benefícios da iniciativa. “É uma grande alegria estarmos aqui porque estamos entre amigos, que têm um grande propósito em comum que é a valorização da profissão contábil e a discussão sobre o conhecimento contábil e o quanto a nossa profissão pode contribuir para o desenvolvimento da sociedade. Vice-presidente [José] Donizete, quero te parabenizar também pela iniciativa do Conexão Contábil porque eu tenho certeza de que já é um grande sucesso”, afirmou.

A abertura do Conexão Contábil ainda contou com a presença do presidente do Instituto de Auditoria Independente do Brasil (Ibracon), Valdir Renato Coscodai, que explicou que há muitos temas fundamentais para a manutenção da relevância da Contabilidade, mas que ele gostaria de destacar três pontos que estavam presentes na programação do evento. “Primeiro, a questão da governança corporativa e pública porque sem governança não temos condição de ter a transparência e a ética necessária para conduzir os negócios, tanto no setor privado como no público. A questão da inovação e do empreendedorismo, que é fundamental para que os profissionais se diferenciem no mercado. É com isso que temos os melhores resultados, o aumento de receita, a produtividade, a partir de melhorias contínuas em todos os nossos processos e também um outro assunto que, para mim, é extremamente caro e tem sido debatido atualmente, que é a discussão sobre as mudanças das diretrizes curriculares do curso de Ciências Contábeis”, pontuou.

Para fechar essa parte da programação, o vice-presidente de Desenvolvimento Operacional do CFC, Joaquim de Alencar Bezerra Filho, representando o presidente do CFC, Aécio Dantas, refletiu sobre temas que, segundo ele, precisam estar presentes no dia a dia da Contabilidade. O contador ainda falou sobre a importância da Educação Profissional Continuada (EPC) e destacou que, somente em 2022, mais de 135 mil pessoas foram atendidas pelos eventos promovidos pelo Sistema Contábil brasileiro. “Nós estamos, a cada edição, reforçando matérias que antes estavam muito afastadas de uma discussão mais técnica, de uma propriedade mais efetiva da própria Contabilidade, e aqui nós estamos falando da matéria da governança, do ESG, da própria discussão sobre as reformas das diretrizes curriculares, temas que estão além da técnica, mas que são argamassas, que elevam uma técnica, que é a técnica da Contabilidade, a produzir um efeito de transformação social e, a cada edição dessas, esse debate tem feito com que nós possamos construir um legado de dizer que, sim, a responsabilidade socioambiental, a liderança e a governança são papéis da Contabilidade”, ressaltou.

A presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), Sandra Elvira Santiago; a diretora da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon) e ex-vice-presidente do CFC, Lucélia Lecheta; e o presidente da Academia de Ciências Contábeis do Paraná (ACCPR), Moacir Carlos Baggio, também fizeram parte da cerimônia de abertura.

O Conexão Contábil é um espaço para a promoção da Educação Profissional Continuada, composto de uma série de eventos, realizados gratuitamente e no formato híbrido, com pontuação no Programa de Educação Profissional Continuada (PEPC) do CFC. A iniciativa é organizada pelo Sistema CFC/CRCs e voltada para discussões sobre o futuro e o desenvolvimento da Contabilidade.

Para acessar o evento, clique aqui.

Fonte: Comunicação CFC

Habilidades necessárias aos profissionais da contabilidade são apresentadas no Conexão Contábil Sul

“Inovação em tecnologia e soft skills na formação do profissional da contabilidade” foi o tema do primeiro painel do Conexão Contábil, edição Sul. A apresentação aconteceu na tarde desta terça-feira (30) seguindo o formato híbrido. Ao todo, cerca de 2.000 pessoas acompanharam a exposição, somando aqueles que estavam na sede do Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRCPR), em Curitiba, e o público que assistiu ao evento pelo formato digital.

“Inovação e tecnologia tocam profundamente, e há muito tempo, a Contabilidade no Brasil. O profissional da contabilidade é aquele que, obrigatoriamente, teve que ter contato com certificação digital, há muitos anos, e com sistemas e tecnologias. Essa familiaridade com inovação e tecnologia são características que combinam bem com o profissional da contabilidade. E o que dizer das soft skills, que nada mais são que habilidades do ser humano que dizem respeito ao seu comportamento em sociedade?”, explicou o conselheiro do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e moderador da palestra, Haroldo Santos Filho.

O presidente do CRCPR, Laudelino Jochem, foi um dos painelistas e iniciou a sua apresentação explicando ao público o conceito de inovação, tanto no campo filosófico quanto no contexto da realidade mercadológica. “Inovar é a condição indispensável que vai nos separar desse presente que estamos vivendo entre o sucesso e o fracasso”, afirmou.

Jochem também ressaltou a necessidade de os profissionais da contabilidade aprenderem a lidar com o tempo para que consigam realizar mais inovações. “O primeiro ponto que nós contadores precisamos superar é a falta de tempo. Um percentual muito grande, quase a totalidade dos contadores, que efetivamente se engajam em empresas de contabilidade ou em organizações têm dificuldade de lidar com o tempo”, alertou.

Durante a apresentação, o contador enumerou quatro meios para que um profissional se torne inovador, entre eles estavam qualificação técnica, equilíbrio emocional, relacionamento e comunicação e visão estratégica.

Dando continuidade, o presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRCRS), contador Márcio Schuch Silveira, apresentou um estudo, de 2019, sobre competências necessárias para um bom desempenho no mercado desenvolvido pela Chartered Global Management Accountant (CGMA). O painelista esclareceu que nesse material é indicado que o ponto de partida a ser considerado para o destaque profissional é a ética, a integridade e o profissionalismo. “Eu tenho certeza absoluta de que o bom profissional, que tem sucesso na sua carreira, que tem realização pessoal, está em consonância com isso. Ele é ético, íntegro e profissional”, frisou.

Somado a essas qualidades, foram apontadas, a partir de uma pesquisa desenvolvida pela mesma organização em 2014, as habilidades que o profissional precisa ter no mercado de trabalho, sendo elas o conhecimento técnico, entendimento sobre negócios, o relacionamento interpessoal e capacidade de liderança. Segundo Schuch, na pesquisa de 2019, a CGMA revisitou essas competências e incluiu na lista o domínio da tecnologia e dos assuntos digitais.

O conselheiro do CFC, contador Elias Dib Caddah Neto, iniciou a sua fala ressaltando a importância da curiosidade para que o profissional saia da zona de conforto e evolua. Em um momento de reflexão inicial, o painelista esclareceu que, atualmente, não basta ter um currículo robusto. Segundo Caddah, ter soft skills é fundamental e pesam na avaliação de cada profissional.  O contador apresentou uma lista dessas habilidades para o público, entre elas estavam capacidades como comunicação, trabalho em equipe, resiliência, proatividade, ética no trabalho, pensamento crítico, criatividade, empatia, liderança, positividade, atenção para ouvir e gerenciamento de tempo.

Para assistir à palestra, clique aqui.

Fonte: Comunicação CFC

Parabéns aos formandos do mês de agosto!

O CRCRS saúda os novos bacharéis em Ciências Contábeis, formados em agosto. Para demonstrar a valorização da trajetória acadêmica, o Conselho participa das solenidades de colação de grau, por meio de seus representantes, e distingue os estudantes que atingiram as maiores médias em seus cursos. Neste mês, receberam Certificado de Aluno-Destaque: Tânia Dulceli Ribeiro Kowaleski, da PUCRS, em Porto Alegre; Taís Cristina Taparelo, da UCS Campus Nova Prata; Gabriela Schroeder, da Unijuí, de Ijuí; Felipe Lucas Pozzan e Luciana Regina Araldi, da UCS Campus Caxias do Sul; Aline Kern Chaves, da Faculdade Senac, Campus Porto Alegre; Wladimir Freitas Rodrigues, da FURG, de Rio Grande; Andrielli Gauger Soares, da UCS Campus Vale do Caí; Letícia Nunes Corrêa, da UCS Campus Guaporé; Pâmela Tamara Frantz, da Unisc, de Santa Cruz do Sul; Vanessa Paulus, do FSG – Centro Universitário, de Caxias do Sul; Luana Veit, da URI Campus Frederico Westphalen; Joice Elis Graf e Sabrina de Oliveira Santos, da Univates, de Lajeado; Daniel da Silveira Justo Wolmer, da Ulbra Campus Canoas; Larissa Posthinger, da UCS Campus Bento Gonçalves; Fernanda Haas Spohr, da URI Campus Cerro Largo; Taylana Berlatto Durgante, da URI Campus Santiago; Rafaela Santos da Silveira e Vítor Pereira da Silva, da CNEC, de Gravataí; Bárbara Panizzi, da UCS Campus Bento Gonçalves; Caroline Stedile de Souza, da UCS Campus Caxias do Sul; e Jaine Ficagna Dalbianco, da Unopar Campus Frederico Westphalen.

Conselheiro Mártin Lavies Spellmeier e a Aluna-Destaque Tânia Dulceli Kowaleski, na PUCRS, em 05 de agosto

Delegada representante de Nova Prata, Solange Pires, e a aluna-destaque Taís Cristina Taparelo, da UCS Campus Nova Prata, em 06 de agosto

Aluna-Destaque Gabriela Schroeder, da Unijuí, e professora Eusélia Paveglio Vieira, integrante da Comissão de Ensino do CRCRS, em 06 de agosto

Conselheira Anabéli Perera Galvan e Aluno-Destaque Felipe Lucas Pozzan, da UCS Campus Caxias do Sul, em 06 de agosto

Conselheira Anabéli Perera Galvan e Aluna-Destaque Luciana Regina Araldi, da UCS Campus Caxias do Sul, em 06 de agosto

Delegada Representante do CRCRS em Caxias do Sul, Beatriz Caregnato, com formandos e integrantes do corppo docente da UCS Campus Caxias do Sul, em 06 de agosto

Delegado representante do CRCRS em Guaporé, Humberto Moroni da Silva, Aluna-Destaque Letícia Nunes Corrêa, da UCS Campus Guaporé, e o representante do Conselho na solenidade, conselheiro Edmilson Zortéa, em 13 de agosto

Delegado Representante do CRCRS em Bento Gonçalves, Enio Gehlen, e Aluna-Destaque Larissa Posthinger, da UCS Campus Bento Gonçalves, em 20 de agosto

Delegado representante do CRCRS em Canoas, José Bresolin, e integrantes do corpo docente da Ulbra Campus Canoas, em 20 de agosto

Conselheira Magda Wormann e delegada representante do CRCRS em Caxias do Sul, Beatriz Caregnato, com formandos e integrantes do corpo docente de Ciências Contábeis da UCS Campus Caxias do Sul, em 27 de agosto

CRCRS e CRCSP juntos e conectados apresentam: Perícia Financeira, muito além dos cálculos

Na tarde da sexta-feira, 26 de agosto, profissionais  da contabilidade de diversas partes do País estiveram reunidos, on-line, para assistir ao webinar “CRCSP e CRCRS juntos e conectados apresentam: Perícia Financeira, muito além dos cálculos”, com palestra das peritas Janaína Riegel e Rosana Lavies Spellmeier, do Rio Grande do Sul, e do perito Paulo Cordeiro de Mello, de São Paulo. A moderação ficou ao cargo dos conselheiros do CRCSP, Marcelo de Almeida Prado e Suely Gualano Bossa Serrati.

Na abertura, a vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do CRCSP, Flávia Augusto, registrou votos de que este seja o primeiro de muitos eventos realizados em conjunto com o CRCRS.

A inegável importância do webinar também foi destacada pela vice-presidente Patrícia Arruda como forma de somar forças, trocar experiências e levar o melhor conteúdo para os profissionais da Contabilidade, em especial, na área da Perícia.

O debate foi aberto pela contadora Janaína Riegel, que destacou a formação em Perícia Financeira como uma construção diária. Segundo ela, mais do que somente o estudo técnico, a capacitação profissional nesse segmento é também fruto das experiências e trocas vivenciadas no decorrer do trabalho cotidiano.

A seguir, Janaína apresentou a definição de Perícia Financeira constante no livro de Paulo Cordeiro de Mello, que comentou, ele mesmo, o conceito, ressaltando a importância da especialização profissional em Perícia.

“A Perícia Financeira é a área de especialização, de conhecimento específico da Perícia Contábil, o que torna necessário que se fale ‘muito além dos cálculos’. O cálculo é básico, mas, o primeiro desafio é pensar sobre toda a dimensão do nosso trabalho e refletir quanto a preocupação com o seu destinatário final. O importante é traduzir a nomenclatura financeira para esse receptor, que precisa decidir e não conhece aquela matéria”, avaliou Mello.

Rosana Lavies Spellmeier explicou o porquê do tema “Perícia financeira muito além dos cálculos”, considerando a dificuldade recorrente, enfrentada pelos profissionais da área, de passar para o papel a fundamentação dessas operações matemáticas.

“O cálculo, muitas vezes, é feito mais rapidamente do que o texto que vai justificar como se chegou àquele resultado. Porém, é muito valioso que tanto o perito do juízo quanto o assistente técnico saibam unir o cálculo ao relatório que vai apresentar o trabalho para a parte, para o advogado e para o juiz, transmitindo com clareza como se chegou naquele número”, detalha Rosana.

O debate também transitou pelo mercado de trabalho, abordando a importância da atuação do profissional de Perícia em uma pluralidade de funções, tanto no âmbito judicial como extrajudicial. E, para que essa atuação profissional se efetive com sucesso, foram avaliadas, ainda, como indispensáveis uma grande diversidade de conhecimentos técnicos, bem como a atualização permanente do profissional, sempre em sintonia com as demandas apresentadas pelo Judiciário.

O webinar “CRCSP e CRCRS juntos e conectados apresentam: Perícia Financeira, muito além dos cálculos” está disponível na íntegra, na TV CRCRS, canal do YouTube. Clique aqui e confira!

 

Entidades da classe contábil do RS propõem simplificação do processo de ressarcimento do ICMS-ST para empresas do Simples Nacional

O Grupo de Trabalho criado para acompanhamento das demandas dos profissionais da contabilidade, relacionadas às obrigações tributárias entregues à Sefaz-RS (GT Sefaz), integrado por representantes do CRCRS e Sescon-RS, cumprindo os objetivos pelos quais foi criado, ou seja, de apontar sugestões e melhorias do ambiente tributário, objetivando o desenvolvimento econômico do Estado, mantém reuniões sistemáticas e propositivas com a Receita Estadual.

Assim, a partir de uma proposta levada pelo GT Sefaz à Receita Estadual, foi criado um formulário específico para restituição do ICMS retido de Empresas do Simples Nacional, em produtos excluídos da Substituição Tributária. Até então, a sugestão apontada pela Sefaz seria a utilização de um formulário de recolhimento em duplicidade da Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE), como uma forma de ingressar com o protocolo de pedido para os casos de levantamento de estoque existentes em 30/06/2022, pois não existia previsão legal.

Agora, os profissionais possuem um formulário específico, garantindo melhor segurança para a execução de tal procedimento.

Saiba a forma de solicitação, os documentos necessários, prazos e legislação em
https://bit.ly/3wCzMK9

Amanhã, inicia o Conexão Contábil – Região Sul. Acompanhe pela TV CRCRS no YouTube

Conexão Contábil – Região Sul acontece nos dias 30 e 31 de agosto, das 9h às 18h, em Curitiba (PR), no formato híbrido. As inscrições são gratuitas. A TV CRCRS no YouTube vai retransmitir o evento. Para pontuar no Programa de Educação Profissional Continuada no CFC, o interessado deve, necessariamente, fazer inscrição e assistir à programação pelo Zoom. Inscrições aqui

 

 

 

CRCRS realiza 5ª edição do Seminário de Gestão e Desenvolvimento em São Sebastião do Caí

A quinta edição do Seminário de Gestão e Desenvolvimento, promovido pelo CRCRS em conjunto com a Academia de Ciências Contábeis do RS, foi realizada, em 23 de agosto, em São Sebastião do Caí, com a participação de 162 profissionais da contabilidade que atuam na região do Vale do Caí. O evento, que ocorreu na sede do Centro de Cultura de São Sebastião do Caí, propôs debates em torno de temas contemporâneos relevantes, como Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), contabilidade para gestão e as conexões da profissão contábil com o desenvolvimento da sociedade.

Durante a cerimônia de abertura, que foi transmitida ao vivo pelo Facebook do CRCRS, o presidente da entidade, Márcio Schuch Silveira, saudou os presentes e destacou a importância de constatar a grande afluência de profissionais ao evento. “O objetivo aqui é enxergar qual é o papel da nossa profissão. Se cada um de vocês fizer essa reflexão e identificar, no seu dia a dia, como direcionar a sua atuação para colaborar com o desenvolvimento da sociedade, estaremos atingindo o nosso objetivo”, afirmou, convidando a todos para aproveitarem ao máximo o Seminário.

Márcio Schuch Silveira, presidente do CRCRS

O delegado representante do CRCRS em São Sebastião do Caí, Afonso Hoff, também se manifestou, agradecendo, em especial, aos colegas do município e da cidade de Montenegro, que contribuíram para mobilizar os profissionais da região para participarem do evento. Citou, ainda, a Universidade de Caxias do Sul Campus Vale do Caí e Unisc Campus Montenegro, que valorizaram o Seminário, estimulando os estudantes a comparecerem.

Delegado representante do CRCRS em São Sebastião do Caí, Afonso Hoff

Com o tema “LGPD aplicada à realidade das pequenas e médias organizações contábeis”, o vice-presidente de Tecnologia e Inovação do CRCRS e especialista em Gestão da Informação, Ricardo Kerkhoff, deu início à série de palestras que seguiram até às 19h30. Em uma abordagem prática, com enfoque no ambiente contábil, detalhou o funcionamento da Lei Geral de Proteção de Proteção de Dados Pessoais (Lei nº 13.709/2018, alterada pela Lei nº 13.853/2019 e ajustada pela Resolução CD – ANPD 02/2022 e MP 1.124/2022), cujo objetivo é garantir a segurança e a transparência no uso de dados pessoais, independentemente do ambiente, se físico ou virtual.

“A Resolução CD – ANPD 02/2022 traz como importante novidade o tratamento diferenciado para agentes de pequeno e médio portes, que passam a poder adotar uma forma simplificada de medidas de segurança da informação para proteção dos dados pessoais: ficam dispensados de indicar o Encarregado de Dados (DPO), na documentação; podem adotar uma política menos complexa de gestão de dados; e têm o dobro do prazo para responder ao titular e à ANPD, quando requerido. Porém, não estão dispensados de fornecerem o relatório de incidentes de segurança”, explica Kerkhoff.

Além de abordar uma grande diversidade de aspectos, como governança de dados, pilares para o sucesso na aderência à LGPD, o valor da informação e os riscos em operar com dados, dentre outros, o especialista também analisou a LGPD aplicada às organizações contábeis, delineando o papel de cada um dos envolvidos no tratamento dos dados movimentados.

O delegado representante do CRCRS em Montenegro, Carlos Estevão Silveira, atuou como mediador.

Vice-presidente de Tecnologia e Inovação do CRCRS, Ricardo Kerkhoff, e o delegado representante do CRCRS, Carlos Estevão Silveira em Montenegro,

Na sequência, as integrantes da Comissão de Estudos de Controladoria do CRCRS, contadoras Elisângela Ferrazza e Edenise Franco de Amorim, ministraram a palestra “Contabilidade para Gestão”, considerando uma gestão baseada em valor e norteada pelo planejamento, holding e compliance.

Em um mercado cada vez mais competitivo, qualificação profissional e orçamento são importantes, mas não bastam para alavancar os negócios de uma empresa. Também é essencial contar com um plano de negócios adequadamente modelado, a partir de um cuidadoso diagnóstico das potencialidades e deficiências, apontaram as contadoras. Nesse caso, uma das indicações apresentadas para mapear riscos e fomentar resultados é a chamada Matriz SWOT (forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, na sigla, em inglês), que permite aos gestores uma visão mais completa de seu empreendimento, permitindo-lhes assumirem uma posição mais competitiva no mercado. 

A palestra abordou, ainda, tópicos como precificação, relacionamento com o cliente e valuation, entre outros, como estratégicos para transformar a relação profissional da contabilidade-cliente em uma parceria bem sucedida.

A moderação ficou ao cargo da contadora Lisiane München, conselheira do CRCRS.

Contadoras Elisângela Ferrazza, Lisiane München e Edenise Franco de Amorim

No encerramento do Seminário, o painel “Conectados no Desenvolvimento da Sociedade”, reuniu o presidente do CRCRS, Márcio Schuch Silveira, e os prefeitos de São Sebastião do Caí, Júlio César Campani, e de Montenegro, Gustavo Zanatta, com mediação do delegado representante do CRCRS em São Sebastião do Caí, Afonso Hoff.

A contribuição dos profissionais da contabilidade para o desenvolvimento econômico e social deu o tom da apresentação do presidente do CRCRS. Márcio Schuch lembrou que os contadores estão em todas as empresas, desde sua abertura e durante sua expansão, independentemente do porte ou da natureza de suas atividades. Dessa forma, a importância do profissional contábil para o crescimento da economia aumenta, a partir da nova leitura agregada a sua atuação, ou seja, oferecer suporte técnico aos empresários, prestando consultoria e orientação na tomada de decisão.

“Exercer a nossa profissão com um olhar voltado para o desenvolvimento e a sustentabilidade dos negócios”, assim definiu Márcio Schuch sobre o exercício da contabilidade, no atual contexto.

Também prestigiaram o seminário o vice-presidente do Sescon-RS e conselheiro do CRCRS, Celso Luft; representantes de entidades contábeis e de instituições de ensino de ensino da região do Vale do Caí, além de empresários e profissionais da contabilidade; estudantes de Ciências Contábeis; bem como delegados honorários, conselheiros e vice-presidentes do CRCRS.

Painel sobre as conexões da contabilidade com o desenvolvimento social e econômico encerrou o evento

Arrecadação de alimentos não perecíveis

As doações de alimentos não perecíveis, arrecadadas durante o seminário, foram destinadas à Secretaria Municipal de Assistência Social de São Sebastião do Caí.

 

Presidente do CRCRS lamenta suspensão do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Unisinos

A inesperada informação, divulgada em julho, de que a Unisinos suspendeu o Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, motivou visita do presidente do CRCRS, Márcio Schuch Silveira, nesta manhã, ao pró-reitor Acadêmico e de Relações Internacionais da Universidade, Guilherme Trez.

Pró-Reitor Acadêmico e de Relações Internacionais da Unisinos, Guilherme Trez, e presidente do CRCRS, Márcio Schuch Silveira

Na oportunidade, Márcio Schuch externou pesar pelo fato e enfatizou a disponibilidade do Conselho em contribuir no sentido de buscar alternativas para minimizar o impacto da descontinuidade do Programa sobre o ensino de Ciências Contábeis.

De acordo com o pró-reitor, Guilherme Trez, a predisposição do CRCRS em contribuir para os próximos encaminhamentos da questão é relevante e muito bem-recebida pela Unisinos.

Pró-Reitor Acadêmico e de Relações Internacionais da Unisinos, Guilherme Trez,; presidente do CRCRS, Márcio Schuch Silveira; e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Cristiano Costa

Também participou do encontro o coordenador do Programa de Pós-Graduação de Ciências Contábeis, professor Cristiano Costa.