Palestra apresenta os projetos de normas IFRS em andamento no Iasb

Um resumo dos principais projetos em andamento no International Accounting Standards Board (Iasb) foi apresentado pelo contador Tadeu Cendon, brasileiro que representa a América Latina no Board do Iasb. A palestra fez parte da programação da manhã desta quarta-feira (20) da XXXIV Conferência Interamericana de Contabilidade (CIC) e XVIII Convenção de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CCRS) e contou com abertura e moderação do vice-presidente Técnico do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Idésio Coelho.

Falando virtualmente de Londres-Inglaterra, sede do Iasb, o contador abordou os documentos abertos para comentários públicos; destacou projetos em fase de nova deliberação pelo Board; fez atualização sobre o trabalho do Comitê de Interpretações do Iasb – International Financial Reporting Interpretations Committee (Ifric); e também comentou sobre projetos de governança e estratégia do organismo internacional que emite as normas International Financial Reporting Standards (IFRS).

Atualmente, segundo Tadeu Cendon, o Iasb possui 31 projetos em andamento. A seguir constam alguns deles, apresentados pelo membro do Board na palestra:

Documentos abertos para consulta

Iniciativas de Divulgação – Disclouse Initiative – Principles of Disclousures

O documento de consulta – Exposure Draft (ED) foi lançado em março de 2021 e tem o objetivo de melhorar a abordagem do Board para desenvolver requisitos de divulgação, de forma que permita às empresas aprimorar seu julgamento e fornecer informações mais úteis para a tomada de decisões dos investidores.

Acesse a página do projeto: https://www.ifrs.org/projects/work-plan/standards-level-review-of-disclosures/exposure-draft-and-comment-letters/

Relatórios da Administração

Publicado em maio deste ano, o projeto propõe melhorar o escopo e o foco nas necessidades de informação de investidores e credores, entre outros pontos. Trata-se de uma revisão do IFRS Practice Statement 1, visando fornecer estratégia abrangente para a preparação de comentários da administração, com base nos desenvolvimentos recentes em relatórios narrativos.

Mais informações sobre esse projeto: https://www.ifrs.org/projects/work-plan/management-commentary/exposure-draft-and-comment-letters-management-commentary/

Subsidiárias que são Pequenas e Médias Empresas (PMEs): Divulgações

Esse projeto diz respeito a empresas que são subsidiárias daquelas que utilizam as normas IFRS full e estabelece requisitos de divulgação reduzidos para as subsidiárias elegíveis.

Clique no link para saber mais: https://www.ifrs.org/projects/work-plan/subsidiaries-smes/exposure-draft-and-comment-letters/

Revisão pós-implementação do IFRS 9 – Classificação e Mensuração

Com período de consulta aberto até janeiro de 2022, o ED busca avaliar se os requisitos de classificação e mensuração no IFRS 9 estão funcionando conforme o pretendido.

Mais informações: https://www.ifrs.org/projects/work-plan/post-implementation-review-of-ifrs-9-classification-and-measurement/request-for-information-and-comment-letters/

Próximas consultas

Entre os documentos que serão disponibilizados para comentários pelo Iasb, Cendon citou dois, cujos Exposure Drafts devem ser lançados ainda este ano:

  • Supplier Finance Arrangements (Risco Sacado), que terá por objetivo fornecer informações que ajudem os investidores a determinar os efeitos dos acordos financeiros; e
  • Classificação da Dívida com Covenants, com a finalidade de melhorar a informação sobre responsabilidades com covenants por meio da classificação (como atual ou não corrente), apresentação e divulgação em demonstrações financeiras.

Novas deliberações do Board

Cendon apresentou também os documentos que já passaram por período de comentários, receberam feedbacks e serão agora analisados e deliberados pelo Iasb: Demonstrações Financeiras Primárias; segunda revisão da norma IFRS para PMEs; Goodwill e Impairment; Passivo de leasing em transação de sale and leaseback; e Revisão pós-implementação do IFRS 10, IFRS 11 e IFRS 12, Atividades com tarifas reguladas, Falta de câmbio e outros.

Outros pontos da palestra

Ainda, o contador citou alguns projetos que estão em discussão no Board do Iasb: Instrumentos financeiros com características de patrimônio, Gestão Dinâmica de Risco (“Macro Hedge”), Provisões – melhorias pontuais no IAS 37, Equivalência patrimonial, Atividades extrativas e Benefícios de pensão que dependem do retorno dos ativos.

Sobre o Comitê de Interpretações do Iasb (Ifric), Cendon fez um resumo das atividades realizadas pelo grupo em 2021 e afirmou que é importante que os contadores acompanhem o trabalho do Ifric. Neste ano, em cinco reuniões realizadas até agora, o comitê já discutiu sobre 14 tópicos.

Finalizando, o palestrante mencionou relevantes projetos de governança e estratégia da Fundação IFRS:

Por Maristela Girotto – Comunicação CFC